Anarquismo, Insubmissão, Inconformismo

Cadernos Nova Síntese




Recomendar livro a um amigo
Colecção: Nova Síntese

Sinopse:

O ideário e a ética anarquistas obtiveram desde cedo eco junto dos escritores e outros artistas portugueses. Desde Proudhon, que teve em Antero de Quental e Eça de Queirós leitores interessadíssimos, às gerações seguintes, em que se salientaram figuras como Jaime Cortesão, Campos Lima ou Pinto Quartin, com os escritos de Bakunin, e principalmente Tolstói, Reclus, Kropótkin, Malatesta. Nomes que entraram nos meios operários e na respectiva imprensa, em que irão fulgurar Manuel Ribeiro, Neno Vasco, Julião Quintinha, Assis Esperança, Jaime Brasil, Ferreira de Castro, Mário Domingues, João Pedro de Andrade e Roberto Nobre, entre outros, todos com obra para lá dos jornais - umas que perduram, outras caindo no esquecimento -, sem esquecer afinidades mais ou menos próximas, que aqui são também abordadas, de Raul Brandão a José Régio. Este número dos Cadernos Nova Síntese congrega estudos sobre alguns destes autores, que se pautaram pelo inconformismo e a insubmissão, esperando constituir-se como ponto de partida para uma abordagem mais sistematizada e completa, ocupando o seu lugar entre o Realismo oitocentista e o Neo-Realismo, de que foram, em alguns casos, contemporâneos. ¶¶¶ [RICARDO ANTÓNIO ALVES]

Índice:

Apresentação
Ricardo António Alves

Raul Brandão e o imaginário anarquista
Vítor Pena Viçoso

Raul Brandão e os escritores anarquistas de A Batalha – aproximações e distâncias
Ricardo António Alves

Campos Lima e as novas tendências do Realismo no Século XX em Portugal
António Cândido Franco

Manuel Ribeiro, o vermelho e o branco
Gabriel Rui Silva

Um anarquista em guerra contra a guerra: o patriotismo como paixão política nas crônicas de Neno Vasco
Thiago Lemos Silva

Três utopias de natureza anarquista
Miguel Real

Anarquismo e franciscanismo – Eça de Queirós lido por Jaime Cortesão
Ricardo António Alves

António Pinto Quartin (1887-1970): Um anti-colonialista em Angola
nos anos ‘30 do Século XX
Paulo E. Guimarães

Pão Incerto, de Assis Esperança: uma leitura
José Manuel de Vasconcelos

José Maria Ferreira de Castro, o Cidadão do Mundo sempre fiel a si mesmo
Bernard Emery

Jorge Teixeira. Um caso literário de Realismo Social antes do Neo-Realismo
António Moreira

Mário Domingues, o Pan-Africanismo e A Batalha
Richard Cleminson

José Régio: Originalidade, irreverência e independência. Imagens do artista quando jovem
Manuel José Matos Nunes

João Pedro de Andrade: O mundo para além da loja escura
Joana Marques de Almeida

Outros horizontes de Roberto Nobre: O seu trabalho gráfico e artístico
Luísa Duarte Santos

Roberto Nobre e Walter Benjamin, o horizonte do cinema e a obra de arte
Gunter Karl Pressler

Alves Redol e os anarquistas e anarco-sindicalistas
António Mota Redol

Socialistas e libertários na década de 1930: Mito e criação cultural. Notas de leitura a propósito da revista Pensamento (1930-1940)
Paulo E. Guimarães

Detalhes:

Ano: 2022
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 368
Formato: 23,5x16,5
ISBN: 9789895662005
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
03/12/2022
MUNDO(S) – Livro 20, coord. Ângelo Rodrigues, e DO PRINCÍPIO E DO FIM, da autoria de Ângelo Rodrigues
LANÇAMENTO: dia 3 de Dezembro (sábado), na SNBA, em Lisboa

03/12/2022
GENTE DA NOSSA TERRA, da autoria de Francisca Lopes Bicho
LANÇAMENTO: 3 de dezembro (sáb.), às 16h00, na Casa Fialho de Almeida, em Cuba

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]