Baiado

Feijão N'Água, Pagá Devê, Lujá Botê e Outros Contos de se Ler




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Alice Goretti Pina

Sinopse:

Entre o mito e a realidade, entre a desesperança e a fé, entre o bem e o mal, a mentira e a verdade, existe um terreno que podemos desbravar, um mundo que podemos construir com perspectivas e acções no sentido da nossa evolução individual e colectiva. ¶ Baiado traz-nos um lugar de intimidade e de reflexão sobre a nossa cultura, o nosso olhar sobre os nossos próprios valores e força enquanto pessoas e enquanto santomenses. ********************************************************* Baiado é um magnífico livro de contos que é mais do que um livro de contos. É um romance atípico que conta fragmentos duma grande história de muitas pequenas grandes histórias de uma personagem: a mulher do Príncipe, a mulher Santomense. É um hino sonoramente gritado que pretende frasear em flashes do quotidiano, em raios de idiossincrasias e em relâmpagos de realidade, de fantasia e de magia, todas as mulheres possíveis numa só Mulher, que facilmente reconhecemos como sendo santomense. É uma enorme canção triste que se propõe esculpir milimetricamente o ser e o sentir de uma condição, a condição do "se" e do "porquê", a interrogação, do feminino Santomense. É como se Goretti Pina se propusesse, e conseguisse, desenhar um vestido que servisse, que pudesse ser usado, por todas mulheres de um País, por dezenas de personagens que dão vida aos contos, sabendo ela, e nós, quão radical teria de ser o resultado de tal exercício. É, por isso, pela ambição estética e literária que Baiado é, provavelmente, o mais impactante objecto literário por si produzido. ¶¶¶ [do Prefácio de ABÍLIO BRAGANÇA NETO]

Índice:

Agradecimento

Prefácio por Abílio Bragança Neto

Pagá dêvê

San Lujá Bôtê

Bastimboralá

Pingos de Luz

Os compadres e o sol

Feijão n’água

Mimi e Naná

Mata-sete

Mirita

Os anjos

Glossário


* * * * *


AUTORA:

ALICE GORETTI Dias Xavier de PINA, criadora de moda santomense, reside em Portugal desde o ano de 2000. Formada em Direito com especialidade em Criminologia, cursou também Escrita Criativa para Televisão, Gestão Empresarial e Marketing Internacional para a Indústria do Vestuário. Trabalhou como professora e mediadora intercultural. Foi finalista do Prémio PALOP do Livro 98. Ganhou o concurso "Criar Lusofonia" promovido pelo Centro Nacional de Cultura/Ministério da Cultura de Portugal em 2010 e em 2014. Tem sido agraciada com algumas homenagens em reconhecimento do seu trabalho na literatura, nas artes, na cultura e na intervenção cívica. Tem textos publicados em diversas Antologias de poesia e de conto por vários países. O seu romance No dia de São Lourenço/ O encanto do Auto de Floripes tem servido de base para teses académicas. É Madrinha da Campanha "Juntos contra a Fome!" da CPLP/ FAO, é mentora da Campanha Arte Solidária STP, é autora/administradora da página de Facebook Bem Bom Bonito Barato.

Detalhes:

Ano: 2022
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 140
Formato: 23x16
ISBN: 9789895662555
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
19/01/2023
Nos 100 anos de EUGÉNIO DE ANDRADE
Três OBRAS sobre O POETA, nascido no Fundão em 19 de janeiro de 1923 e que nos deixou em 13 de junho de 2005 "O Marulhar de Versos Antigos – A Intertextualidade em Eugénio de Andrade", da autoria de João de Mancelos "Uma Canção no Vento – A Poesia de Eugénio de Andrade", da autoria de João de Mancelos "Noite e Dia da Mesma Luz – Aspectos da poesia de Eugénio de Andrade", da autoria de Federico Bertolazzi

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]