O Amor e a Guerra Colonial

“Escreve-me cartas bonitas” – Cabinda, Angola 1973-1975




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Armando França

Sinopse:

Durante dois anos e meio, entre outubro de 1972 e o meu regresso da guerra colonial em Angola, em março de 1975, mantive uma comunicação epistolográfica regular e quase diária, por carta e aerogramas com a Celina, então minha noiva e hoje minha mulher, mãe dos nossos filhos e avó dos nossos netos, que, à época, estudava em Coimbra. ¶ Nesse período, escrevemos um ao outro cerca de 1100 cartas e aerogramas (mais aerogramas do que cartas), relatando o dia-a-dia de cada um de nós: a Celina em Coimbra e eu nos quartéis e aquartelamentos por onde ia passando, cá e em Angola. Foi esta correspondência e o que nela vem escrito que me permitiu reproduzir, aqui e agora, com verdade e intenso realismo, o conteúdo de alguma dessa correspondência, fazendo simultaneamente o seu enquadramento temporal, factual e circunstancial, nos planos pessoal, social, militar e político do Portugal da primeira metade da década de 70 do século passado.

Índice:

INTRODUÇÃO

PARTE I: CARTAS ENVIADAS E RECEBIDAS EM MAFRA, NA EPI
Durante a recruta (1.º ciclo); um anormal juramento de bandeira
Durante a especialidade (2.º ciclo); uma dura preparação para a guerra de guerrilha

PARTE II: CARTAS ENVIADAS E RECEBIDAS EM CHAVES, BRAGA E NA INSTRUÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO OPERACIONAL (I.A.O.)
Durante a 1.ª permanência no BC 10, em Chaves
Durante a permanência no RI 8, em Braga
Durante a 2.ª permanência em Chaves; processo de amparo e a formação da C Caç 5043
Durante a IAO, em Maceda, Ovar; o movimento dos capitães e a partida para Angola

PARTE III: CARTAS E AEROGRAMAS ENVIADOS E RECEBIDOS EM ANGOLA
Na chegada a Luanda e ao campo militar do Grafanil
Em Cabinda
A permanência no Massabi e no morro de Sala Bendje; as Escolas Regimentais; a crise do petróleo; as notícias da Kaulzada, do 16 de março e do 25 de Abril
A permanência no Caio Guembo; o cerco e o ataque; a morte do furriel que não pôde ser evacuado
A 1.ª permanência no Belize e uns dias na cidade de Cabinda
Dia 27 de Julho: declaração do General Spínola; o acordo de cessar fogo no Maiombe
A curta permanência no Miconge
As férias; a situação política; o casamento a 28 de setembro
A 2.ª permanência no Belize; as NT, o MPLA e a FLEC
A permanência na cidade de Cabinda; a FLEC; a redução da comissão
A permanência na Gabela; uma visita ao Lobito e a Benguela
A permanência em Vila Nova de Seles; a notícia da data do regresso
Em Luanda e o regresso a Portugal

EPÍLOGO

SIGLAS E ABREVIATURAS


* * * * *

O AUTOR:

ARMANDO FRANÇA Rodrigues Alves (Esmoriz, Ovar, 1949). Fez o serviço militar obrigatório entre outubro de 1972 e março de 1975. É licenciado em Direito e Pós-Graduado pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. É advogado e foi professor, diretor do Semanário Aveirense Litoral, Presidente da Câmara Municipal de Ovar, Deputado na AR na X Legislatura, Deputado Europeu e Diretor Regional de Economia do Centro. Integrou, entre outros, o Conselho Económico Social, o Conselho Superior do Desporto e a Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos. Escreve com alguma regularidade para jornais e revistas e participa em iniciativas cívicas e de intervenção social. Foi e é dirigente associativo. Casado com Celina França, pai e avô.

COLABORAÇÃO DE:
Maria Celina Capão Lourenço França Alves (Palhaça, Olª do Bairro, 1952). Licenciada em Serviço Social. Foi Assistente Social no Hospital Distrital de Aveiro, coordenadora distrital do Projeto Vida, do IPDT e diretora do Centro de Respostas Integradas de Aveiro, hoje aposentada. Casada com Armando França, mãe de 3 filhos e avó de 6 netos.

Detalhes:

Ano: 2022
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 238
Formato: 23x16
ISBN: 9789895662173
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
03/12/2022
MUNDO(S) – Livro 20, coord. Ângelo Rodrigues, e DO PRINCÍPIO E DO FIM, da autoria de Ângelo Rodrigues
LANÇAMENTO: dia 3 de Dezembro (sábado), na SNBA, em Lisboa

03/12/2022
GENTE DA NOSSA TERRA, da autoria de Francisca Lopes Bicho
LANÇAMENTO: 3 de dezembro (sáb.), às 16h00, na Casa Fialho de Almeida, em Cuba

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]