Brincas de Carnaval de Évora

Uma Manifestação do Património Cultural Imaterial




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Rui Arimateia

Sinopse:

As Brincas Carnavalescas de Évora são uma tradição identitária e exclusiva de Évora, mais precisamente dos bairros periféricos da cidade, já que não lhes era permitido ir dentro de portas, desde logo por ser um teatro de rua e porque a crítica social que esta tradição contém na sua essência era censurada. ¶ Esta prática de teatro de rua, associado à crítica social, remonta ao século XIX e teve uma grande expressão na cidade contando com inúmeros grupos que as praticavam e onde a tradição oral era fortíssima. ¶ Atualmente contamos com os Resistentes que continuam a trabalhar afincadamente para salvaguardar este património que aqui quero saudar: o Grupo de Brincas do Rancho Folclórico Flor do Alto Alentejo, o Grupo de Brincas dos Canaviais e a Escolinha de Brincas da Casa do Povo dos Canaviais. É graças a eles que hoje esta tradição se mantém e poderá ser transmitida às gerações vindouras, nomeadamente graças ao trabalho que está a ser desenvolvido com a Escolinha de Brincas dos Canaviais. ¶ Todos reconhecemos a importância das Brincas Carnavalescas de Évora como uma manifestação do nosso Património Cultural Imaterial, que é preciso apoiar, estudar, divulgar e inscrever com carácter de urgência no Inventário do Património Cultural Imaterial Nacional. A DRCAlentejo associa-se com muito entusiasmo e orgulho a este e a outros projectos de salvaguarda desta prática cultural, desta tradição popular que continua a fazer todo o sentido, como sempre que decidimos ser actores e não apenas espectadores passivos do espectáculo do mundo. ¶¶ [ANA PAULA AMENDOEIRA – Directora Regional da Cultura do Alentejo] ********************************************************* No dizer do Povo, as Brincas de Carnaval são constituídas por grupos de foliões, hoje rapazes e raparigas, para brincarem ao Carnaval. Ensaiam umas músicas com acordeão, bombo, tambores, ferrinhos, pandeiretas; e decoram uns dizeres em versos – as décimas –, chamados fundamentos. É um teatro popular que já existe há muito, muito tempo. ¶ (…) ¶ As Brincas de Carnaval são, no fundo, uma expressão cultural enraizada num território e manifestada através da fruição e oferecimento da palavra, da música e dos gestos por parte dos elementos que as reconstróiem ano após ano. ¶ Poderemos questionar se haverá uma tão grande diferenciação entre a Cultura do Espírito e a Cultura da Terra, ambas responsáveis pela sobrevivência do ser humano nesta peregrinação evolutiva, neste nosso Planeta. ¶ No fundo, é este processo de germinação e de transmissão das palavras que exemplifica paradigmática e conceptualmente a realidade do Património Cultural Imaterial. As palavras são geradoras de pensamento que, por sua vez, irão dar lugar à realização de actos, de obras, de criações concretas entre os homens e as mulheres detentores e utilizadores das palavras e dos gestos. ¶¶ [RUI ARIMATEIA – Centro de Recursos do Património Cultural Imaterial do Município de Évora]

Detalhes:

Ano: 2021
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 150
Formato: 27x20
ISBN: 9789895660513
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
13/12/2021
AS COMUNIDADES SEFARDITAS E A NAÇÃO PORTUGUESA, da autoria de Florbela Veiga Frade
LANÇAMENTO: dia 13 de dezembro (2.ª feira), às 17h00, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

10/12/2021
AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS, coord. de José Almeida Silva
APRESENTAÇÃO: 10 de Dezembro (6.ª feira), às 17h00, Biblioteca do Instituto D. Luiz, FCUL, Lisboa. Oradores: Júlia Seixas (CENSE/FCT_NOVA), Sandro Mendonça (ISCTE/ANACOM), Miguel Brito (IDL/FCUL)

09/12/2021
DA TOPONÍMIA DE ÉVORA – SÉCULO XVI (vol. III), da autoria de Afonso de Carvalho
LANÇAMENTO: 9 de Dezembro, às 17h00, na Biblioteca Pública de Évora

06/12/2021
PRÁTICAS ARTÍSTICAS, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICA, da autoria de Hugo Cruz
LANÇAMENTO: dia 6 de dezembro (2.ª feira), às 18h00, no Salão Nobre do Teatro Garcia de Resende, em Évora

05/12/2021
ALPALHÃO – palavras, falares e modos de dizer de uma vila do Alentejo, da autoria de José Caldeira Martins
LANÇAMENTO: Dia 5 de Dezembro de 2021 (domingo), às 15h00, na Tapada das Safras em Alpalhão.

04/12/2021
MUNDO(S) - LIVRO 15 – Coletânea de Poesia Lusófona
APRESENTAÇÃO: dia 4 (sábado) de dezembro de 2021, pelas 16 horas, na SNBA – Sociedade Nacional de Belas Artes, em Lisboa

04/12/2021
ARQUEOLOGIA, PATRIMÓNIO E MUSEUS – Meio Século de intervenção Cívica e Cultural, da autoria de Luís Raposo
CANCELADO! — CONVERSA entre Luís Osório e Luís Raposo, dia 4 de Dezembro (sáb.), às 15h30, na Casa das Artes e Cultura do Tejo, em Vila Velha de Ródão. — CANCELADO!

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

19/03/2018
A Colibri na Rádio Horizonte (92.8)
Clique no menu "Links" para aceder ao canal do Youtube

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99