João de Deus

O Santo da Acção Hospitalar




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Sobre São João de Deus foram-se sucedendo ao longo dos séculos, desde 1585, ensaios biográficos – alguns devotos, outros imaginosos, só alguns analíticos – da acção por ele empreendida em favor dos doentes. Ao celebrarem-se 450 anos do reconhecimento pontifício (Pio V) da Fraternidade Hospitaleira de S. João de Deus (1 de Janeiro de 2022 – 1 de Janeiro de 2023), a que o Papa Francisco se associou, Aires A. Nascimento, com largo currículo científico histórico-hagiográfico, toma à sua conta rever questões histórico-hagiográficas sobre a figura de João de Deus e retomar problemas, sujeitando-os a critérios de verdade, na novidade do que eles representam na assistência hospitalar do seu tempo. ¶¶ • Estranha o autor que outros não tivessem atinado com a sigla de assinatura usada por João de Deus quando terminava as suas cartas. ¶¶ • Dá aqui a sua interpretação, não duvidando em reconhecer nessa sigla a expressão de uma vida inteiramente dedicada aos mais abandonados. O que ele grafava como Yfo é, para o autor, um modo de identificação com Cristo, que, segundo a lição paulina, “se fez tudo para todos”. João de Deus reduzia a sigla o que, no texto bíblico, em latim, era, por extenso, Yoannes factus omnia omnibus, que, em tradução portuguesa, é “João feito tudo para todos”; assume-se que o vale como redução (ou haplologia, para não repetir e não quebrar a harmonia tripartida do desenho da sigla). ¶¶ • Poderá o leitor encontrar aqui também as notas fundamentais da acção hos-pitalar de João de Deus, em decisões que tornaram o cuidado com os doentes digno de nos revermos no acompanhamento que lhes proporcionamos, não só em cuidados técnicos e medicamentosos, mas também afectivos. ¶¶ • Dedica-se esta obra a todos os cuidadores dos doentes – domésticos e hospitalares – que têm em S. João de Deus o patrono que merecem. ******************************************************** No funeral de João de Deus incorporou-se gente de várias origens: “gentes infindas, faziam lamentos por ele; não apenas cristãos-velhos, mas mouriscos também, que choravam e iam dizendo, no seu linguajar, o bem e as esmolas e o bom exemplo que a todos tinha dado, e gritavam invocando mil bênçãos”. (F. Castro) ¶¶ A beatificação de João de Deus, teria lugar a 21 de Setembro de 1630, por Urbano VIII; a canonização viria sessenta anos mais tarde, devida a Alexandre VII, em 16 de Outubro de 1691. Para a celebração da sua memória foi indicado o dia 8 de Março, que foi a data do seu falecimento (de quinta para sexta feira), com a idade de 55 anos, em 1550, atravessando meio século em que outros se dedicavam a procurar o Novo Mundo...

Índice:

1. Um santo da nossa terra em misericórdia para o mundo
2. De João Cidade a João de Deus: um lema de acção, – Yoannes factus omnia omnibus – João feito tudo para todos
3. Pelos caminhos da misericórdia: João Cidade tocado pela palavra de Mestre Juan de Ávila
4. Da compaixão a estruturas de acolhimento: “vêm aqui muitos pobres”
5. Em busca de novos modos de assistência
6. Pedir para os pobres que ninguém conhece, em simplicidade de irmão
7. Misericórdia sem limites: louco com os loucos, pobre com os pobres
8. O santo da romã – emblema de identificação

Apêndice: as cartas de João de Deus
– Autenticidade e autografia
– Correspondentes
1.ª carta à Duquesa de Sessa
2.ª carta à Duquesa de Sessa
3.ª carta à Duquesa de Sessa
1.ª carta a Guterres Lasso
2.ª carta a Guterres Lasso
carta a Luís Baptista
Canción al bienaventurado San Juan de Dios

Epílogo: Seguindo os passos de João de Deus – quadro cronológico


* * * * *


AUTOR:

AIRES A. NASCIMENTO, Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Letras de Lisboa e Sócio de várias Academias Científicas (ACL, APH, entre as nacionais, e outras do estrangeiro) acrescenta aqui ao seu largo currículo científico esta obra hagiográfica dedicada a João de Deus, o santo da acção hospitalar. Com ela associa-se ao 450º aniversário da aprovação da Fraternidade Hospitalar dos Irmãos de S. João de Deus e presta homenagem aos profissionais e curadores da saúde, destacando a novidade da acção do santo português que, nascido em Montemor-o-Novo, se dedicou inteiramente a cuidar dos doentes, em Granada, onde faleceu com 55 anos de idade, em 1550. Conseguiu ele fundar um Hospital próprio que entregou ao cuidado de amigos. Hoje reconhecemos a sua dedicação aos doentes, transformando os cuidados que lhes eram prestados e dando atenção particular aos doentes mais profundos.

Detalhes:

Ano: 2023
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 138
Formato: 23x16
ISBN: 9789895662647
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
16/03/2024
AI, ALENTEJO… – Memórias Rurais, da Autoria de Abílio Maroto Amiguinho
APRESENTAÇÃO: Dia 16 de Março de 2023 (sábado), às 16h00, na Sede da Junta de Freguesia de Santa Eulália (Elvas). Apresentação: Dr.ª Ana Maria Maroto

01/03/2024
MEMÓRIAS DE UM COMBATENTE, ANTES E DEPOIS DO 25 DE ABRIL DE 1974, da autoria de João Pedro Quintela Leitão
LANÇAMENTO: 1 de Março de 2024 (6.ª feira) 17h00, no Caslisboa, em Lisboa. Apresentação: Dr. Bruno Miguel Galeano Quintela Leitão e Dr. Pedro Eugénio Galeano Quintela

28/02/2024
OS JUDEUS MARROQUINOS DE CABO VERDE – SÉCULO XIX (2.ª ed.), com coordenação e organização de Carol Castiel
APRESENTAÇÃO: dia 28 de fevereiro de 2024 (4.ª feira), às 18h30, na Associação Caboverdeana, em Lisboa

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 “Chamadas para a rede fixa nacional (PT), de acordo com o tarifário do utilizador” ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]