A Renascença Portuguesa e as Universidades Populares




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Um trabalho que se pretendeu rigoroso e original, de levantamento e investigação do papel do Ensino Popular desde os finais do século XIX até por volta do início da década de 20, acompanhando a situação política e social dessa época. A implantação e desenvolvimento das Universidades Populares em vários pontos do país, a ligação que houve com o movimento da Renascença que depois surgiu já durante a 1.ª República, e a intervenção de várias personalidades desse grupo cultural sobre o Ensino e a sua função nesses tempos de profunda mudança. A importância de publicações como A Águia e Vida Portuguesa entre outros boletins e periódicos ligados a essa actividade educativa e cultural tal como as várias conferências realizadas, e a adesão popular que tiveram. ******************************************************** “… O desenvolvimento do ensino popular estava ligado à democratização do ensino, como acontecia noutros países da Europa como a França e a Inglaterra. Procurava-se com o contributo dos meios académicos e dos intelectuais, combater o atraso cultural da população nacional. No final do século XIX, as associações populares contribuíram para dar instrução com um papel de intervenção cultural. Assim, pretendia-se que a sociedade se mostrasse mais esclarecida e culta, com um verdadeiro espírito crítico sobre os problemas do seu quotidiano, e com uma forma construtiva de os tentar resolver, sendo que algumas dessas tentativas foram de curta duração e acabaram por ficar esquecidas num momento particularmente conturbado da nossa sociedade.”

Índice:

1. Introdução

2. A Educação Popular em Portugal nos finais do século XIX
2.1. A Sociedade de Instrução do Porto e a Academia de Estudos Livres

3. A formação das Universidades Populares

4. Os antecedentes da Renascença Portuguesa: as associações portuenses do final do século XIX

5. A formação da Renascença Portuguesa

6. A actividade do ensino popular
6.1. As novas experiências educativas após a Implantação da República

7. Os meios disponíveis para as Universidades Populares
7.1. A estrutura e organização das Universidades Populares

8. As várias correntes de pensamento dos membros da Renascença

9. Os Temas das Conferências da Universidade Popular do Porto
9.1. O funcionamento da Universidade Popular do Porto: alguns dados para a sua compreensão

10. A herança da Renascença e do ensino popular

Bibliografia

Anexos


* * * * *


AUTOR:

GONÇALO MANUEL EUSÉBIO nasceu em Lisboa em 12-10-1979 e reside em Odivelas.
Formado em História pela FLUL, tem um Mestrado em Hist. Contemporânea com a tese “A Renascença Portuguesa e as Universidades Populares”. Tem trabalhado também como Explicador de Ciências Humanas, Tradutor e Revisor de conteúdos e como Estatístico de várias áreas, com colaboração em alguns sites e publicações.

Detalhes:

Ano: 2022
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 168
Formato: 23x16
ISBN: 9789895662203
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
19/01/2023
Nos 100 anos de EUGÉNIO DE ANDRADE
Três OBRAS sobre O POETA, nascido no Fundão em 19 de janeiro de 1923 e que nos deixou em 13 de junho de 2005 "O Marulhar de Versos Antigos – A Intertextualidade em Eugénio de Andrade", da autoria de João de Mancelos "Uma Canção no Vento – A Poesia de Eugénio de Andrade", da autoria de João de Mancelos "Noite e Dia da Mesma Luz – Aspectos da poesia de Eugénio de Andrade", da autoria de Federico Bertolazzi

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]