Pára-me de Repente o Alheamento

– Técnica, Angústia e Enlevo na Modernidade (a love story)




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

“Quanto a mim, prefiro a comunidade de pecadores, uma Babel de imigrantes, um mundo feito de anarquistas, amantes e contadores de histórias. Amo os espaços transgressivos. Amo os espaços ascendentes. Amo os espaços heteronímicos. Amo os espaços entre genitais e boca e ânus e ouvido. Amo os corpos eléctricos. Amo os corpos off-line e rentes às estrelas. Amo os corpos ascendentes. Amo o corpo de Álvaro de Campos – mártir da modernidade. Amo as suas sensações orgíacas, a sua odisseia quotidiana pelas ruas, vias e cais da sua mítica Olissipo, a tabacaria – situada na esquina da Humanidade e do Absoluto – avistada da sua janela, a civilização por vir detectada no fumo do seu cigarro, a beata esmagada no chão como se fosse a réstia de uma visão agora extinta” ******************************************************** “In fact, I kiss transexuals’ scalpel-fashioned bodies: their migratory route of subjectivity. They uproot bio-essentialism, the pedantry of the same old, same old and the unholy book of stasis. They are the immigrants of gender, the harbingers of post-biological non-essentialism, the flesh’s nouvelle vague, the newly discovered play on the stage of life. Theirs is the nostalgia for home and homecoming in the enhanced odyssey of being. The transexual’s body is trans-essential and, therefore, it is chosen: it transcends nature’s throw of the genetic dice. It means choosing to heed the call of a transcendent necessity. It is where the Darwinian din of biology and the unsung itineraries of the self creatively converge. It is the space where biology and selfhood reinvent themselves. Through the scars of the transexual, the polis is also reinvented.”

Índice:

(11) Prólogos
(37) Preâmbulo
(71) Diálogo (um mosaico de temas entre os quais: elogio dos cafés e das
aguardentes, elogio do desejo, elogio das travessias, elogio da palavra e da
cidade, elogio da metafísica lúdica, elogio da feiura, elogio das
intempéries, elogio da poesia, elogio da escrita e da tradução, elogio do
livro e do texto, elogio das sexualidades e das generidades, elogio do
queer, elogio das uvas cor de vinho tinto e das rosas murchas, elogio da
técnica transcendente, elogio da ciência do verso, elogio da psoríase,
elogio do intervalo, elogio da esquizofrenia, elogio das utopias por
realizar, elogio do sublime democratizado, elogio da imunidade
metafísica, elogio do silêncio, elogio da solidão, elogio d’A Castro de
António Ferreira, elogio da saudade)
(131) Epílogos
(149) Pós-epílogos


* * * * *


AUTOR:

CHRISTOPHER DAMIEN AURETTA é filho bastardo da modernidade. É também amante de todos os apóstatas do pensamento unidimensional, porquanto tal unidimensionalidade esmaga e assassina. Há várias décadas encalhou num verso de Fernando Pessoa. Desde então vive a vida dos exilados, dos imigrantes e dos alucinados. Na sua juventude, escolheu resistir à barbárie política multissecular. Na sua velhice, recusa namorar a norma da distopia imposta.
As suas publicações recentes incluem: “Cem dias à sombra da Torre de Babel, Novas crónicas pedagógicas”; “Em torno do pensar na Torre de Babel do Século XXI (micro-ensaios e afins)”; “Ten Essays; Thinking in Babel (poesia)”; “Elogio do Intervalo, Um docente à janela do século XXI”; “Cine(gra)mas, Entre a Escrita e o Ecrã”; “Missivas da Noosfera”; “A Mala Anarquista”; “Diz-Me Tu Quem Eu Sou, Diálogo com Paulo Freire” e “Autobiografia de uma Sala de Aula, Entre Ítaca e Babel com Paulo Freire (com João Rodrigo Simões)”, Discurso do Bastardo e The Autobiography of M.

Detalhes:

Ano: 2022
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 174
Formato: 23x16
ISBN: 9789895661718
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
01/10/2022
ALDEIA NOVA DE SÃO BENTO, da autoria de José Saúde
LANÇAMENTO: 1 de Outubro de 2022 (sáb.), às 16h00, no Auditório de Alfornelos, na Amadora. Apresentação: Domingos Galamba. Cante com o Grupo Coral Alentejano da Amadora – SFRAA

30/09/2022
ELVAS – EXPANSÃO DA CIDADE, da autoria de Maria Luísa Cidraes
LANÇAMENTO: 30 de Setembro de 2022 (6.ª feira), às 18h30, na Biblioteca Municipal “Dr.ª Elsa Grilo”, em Elvas. Apresentação: Doutor Nuno Cruz Grancho

25/09/2022
CAMPO MAIOR NO CENTRO DE UM CONFLITO INTERNACIONAL, da autoria de Rui Rosado Vieira
APRESENTAÇÃO: 25 de Setembro de 2022 (domingo), às 16h00, no Auditório do CIFA, em Campo Maior. Apresentação: Tenente-General Rui Manuel Clero (General-Comandante Geral da GNR)

24/09/2022
ARRONCHES COM VIDA!, da autoria de Diogo Júlio Serra
LANÇAMENTO: 24 de Setembro de 2022 (sáb.), às 15h30, na Biblioteca Municipal de Arronches. Apresentação: Professores Daniel José Pereira Balbino e Moisés Cayetano Rosado

23/09/2022
SERRA DE SÃO MAMEDE – ALTO ALENTEJO, da autoria de Ana Paula d’Ascensão
LANÇAMENTO: 23 de Setembro de 2022 (6.ª feira), às 18h00, no Portalegre Palace Hotel. Apresentação: Professor Jorge de Oliveira (Universidade de Évora)

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]