Da Guerra em África às Operações Internacionais de Paz




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Desafiou-me o Comandante Luís Loureiro Nunes a escrever o prefácio desta obra, que vai muito para além de uma autobiografia, projectando o leitor para os meandros de acontecimentos que parecem já estar arrumados nos escaninhos da nossa história recente, nos planos político, militar e diplomático. ¶ Escrita na primeira pessoa do singular, a narrativa assenta na condição militar do autor nas mais diversificadas missões, de cariz operacional, técnico-militar e, até, de índole diplomática. Neste contexto, irá o leitor constatar que o autor não foi um mero espectador nas missões em que se viu envolvido e nas situações complicadas daí decorrentes; antes pelo contrário, foi um actor que nunca saiu da boca de cena. Tal posição dá ao leitor a possibilidade de vivenciar os episódios e os factos aqui descritos com um realismo nimbado de emoção, quando se depara com momentos de ironia ou quando as situações já roçam a tragédia, assim como conhecer as vicissitudes por que passam os que, como o autor, estiveram na linha da frente na operacionalização das decisões políticas num difícil contexto temporal e geo-estratégico. ¶¶ [do Prefácio de MARIA LUÍS FIGUEIREDO] ********************************************************** ……..Momentos destes, por algum motivo, fazem-me pensar que, habitualmente, as pessoas se orgulham do nome que têm, da família onde nasceram ou da terra e do país a que pertencem. Orgulham-se da sua história e dos seus antepassados. É uma circunstância muito humana e, direi eu, saudável, pois o amor próprio, em doses sensatas, nunca fez mal a ninguém. Claro que com o passar do tempo estes valores ou estes sentimentos, são com frequência desvalorizados, em favor de um suposto desprendimento quase apátrida. Fica bem, nalguns sítios, afirmar-se, ou melhor dizendo, proclamar-se (porque normalmente não se limita a afirmar, proclama-se) como “cidadão do mundo”, mesmo que nunca se tenha saído fisicamente da sua cidade ou do seu país. ……… Já as decisões de vida que vamos tomando, durante o nosso percurso, essas sim, são da responsabilidade de cada um. Somos nós que decidimos, até mesmo pela indecisão e sempre com as nossas circunstâncias, o que queremos ser ou fazer. Como queremos viver a nossa existência. ……….

Índice:

Prefácio

1. Generalidades Iniciais

2. Pequeno Retrato Pessoal

3. A minha primeira Comissão. Angola 1972/74

4. De Terroristas a Guerrilheiros

5. Entre Áfricas – no COMIBERLANT

6. A minha segunda Comissão – Angola 1975 Últimos a chegar e últimos a partir

7. No Destacamento de Acções Especiais (DAE)

8. O Comando de Unidades de Fuzileiros (breve reflexão)

9. Em Moçambique

10. Missão na Bósnia Herzegovina

11. FORREZ (Força de Recolha na República do Zaire) Operação Leopardo

12. No Ministério da Defesa Nacional

13. Adido de Defesa em Luanda

14. E agora, à civil (e sem cordão umbilical)

15. Outras Vidas

E finalmente


* * * * *


AUTOR:

LUÍS Augusto LOUREIRO NUNES – Capitão de Mar e Guerra, Fuzileiro Especial (Ref.) – Cumpriu comissões de serviço em Unidades de Fuzileiros, no ex-Ultramar português, nomeadamente integrando o último contingente de militares portugueses que retiraram de Angola em 1975. Exerceu depois várias funções de chefia e comando, entre outras, as de Comandante do Destacamento de Acções Especiais, Comandante do Batalhão nº1 de Fuzileiros, Chefe do Estado Maior do Comando do Corpo de Fuzileiros, Comandante da Base de Fuzileiros e 2º comandante do Comando do Corpo de Fuzileiros. Desempenhou ainda diversas missões no plano internacional, sendo a última a de Adido de Defesa junto da Embaixada de Portugal em Luanda. Finalmente e já no âmbito civil, exerceu funções de assessor de segurança marítima nas empresas angolanas Teleservice e Angola LNG. Ao longo da sua carreira, o Comandante Loureiro Nunes frequentou diversos cursos, destacando-se, entre outros, os Cursos Complementar Naval de Guerra; Mergulhador de Combate; Defesa Nuclear, Biológica e Química; Inactivação de Engenhos Explosivos Convencionais e Improvisados; “Mando de Unidades de Operaciones Especiales”; “Mando de Unidades Paracaidistas”; “Professor de Educacion Física”.

Detalhes:

Ano: 2022
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 218
Formato: 23x16
ISBN: 9789895661350
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
03/12/2022
MUNDO(S) – Livro 20, coord. Ângelo Rodrigues, e DO PRINCÍPIO E DO FIM, da autoria de Ângelo Rodrigues
LANÇAMENTO: dia 3 de Dezembro (sábado), na SNBA, em Lisboa

30/11/2022
TEATRO E TECNOLOGIA, da autoria de Carlos Manuel Pimenta
LANÇAMENTO: 30 de Novembro de 2022 (quarta-feira), às 18h00, na Plataforma Revólver – Transboavista VPF Art, em Lisboa. Apresentação: Prof. Doutor José Bragança de Miranda

25/11/2022
TEATRO E TECNOLOGIA, da autoria de Carlos Manuel Pimenta
LANÇAMENTO: 25 de Novembro de 2022 (sexta-feira), às 19h00, no Teatro Nacional de S. João, no Porto. Apresentação: Prof. Doutor José Bragança de Miranda

25/11/2022
TEXTOS DE FERNANDO PESSOA SOBRE ARTE, da autoria de Victor Correia e António Canau
LANÇAMENTO: 25 de Novembro de 2022 (6.ª-feira), às 18h00, na Faculdade de Belas Artes de Lisboa. Apresentação: Prof.ª Doutora Cristina Azevedo Tavares

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]