As Saloias Madeirenses

Representações de um Património Linguístico e Cultural Imaterial




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Helena Rebelo

Sinopse:

O antigo trajo feminino – corpete branco, de linho, capa, jaleco e saia de vivas cores, com predomínio do vermelho, tem resistido muito mais aos caprichos da moda. Embora descoordenadas, sem a primitiva unidade de conjunto, estas ainda hoje fazem parte do vestuário de muitas camponesas da Ilha. Rigorosamente, este trajo, a que servem de complemento a bota chã e a carapuça, como nos homens, só o encontramos nas pequenas “saloias” que acompanham as insígnias do Espírito Santo, na visita pascal, e nas floristas que exercem o seu comércio à «Entrada da Cidade» ou junto da Sé (…). ¶ [ANTÓNIO MARQUES DA SILVA (Apontamentos de Etnografia Madeirense)] ********************************************************* Esta investigação, relativa a uma manifestação de Património Linguístico e Cultural, incide no vocábulo “saloia”, ligado às “visitas pascais” e a merecer entrada dicionarística. A etimologia de “saloio” estará no árabe: “habitante do deserto”, tendo evoluido para “habitante do campo”. Hoje, é um etnónimo da área de Lisboa. Porém, na Região Autónoma da Madeira, sem claro correspondente masculino, “saloia” distingue-se de “camponesa”, “aldeã”, “viloa” ou “camacheira”. Em que diverge? É o que este livro demonstra. Nas localidades, os habitantes sabem por onde “anda o Espírito Santo” porque são uma realidade cultural antiga, as “corridas do Espírito Santo”. É a altura do “Divino” e muitas visitas incluem “saloias” (raparigas, com um cesto, preparadas especialmente para acompanhar as insígnias).

Índice:

Introdução

A palavra “saloia”: uma breve explicação

1. Ilha do Porto Santo

2. Ilha da Madeira
2.1. Concelho de Santana
2.2. Concelho de São Vivente
2.3. Concelho do Porto Moniz

3. Costa Sul
3.1. Concelho do Funchal
3.2. Concelho de Câmara de Lobos
3.3. Concelho da Ribeira Brava
3.4. Concelho da Ponta do Sol
3.5. Concelho da Calheta

Conclusão

Referências

Referências on-line

* * * * *

AUTORA:

HELENA REBELO é docente na Universidade da Madeira (UMa), sendo licenciada em Línguas e Literaturas Modernas e mestre em Linguística Portuguesa pela Universidade de Coimbra. Realizou, na Universidade Aberta, uma qualificação em Ciências da Educação. Na Universidade da Madeira, doutorou-se em Linguística Portuguesa e desenvolveu, na Universidade de Aveiro, um pós-doutoramento. Está ligada ao CLLC da Universidade de Aveiro e ao CIERL-UMa. É membro de diversas associações, incluindo a Associação Internacional de Lusitanistas. Participa regularmente em encontros científicos, tendo múltiplos trabalhos publicados, incluindo livros (vide http://orcid.org/0000-0002-8345-9436). Em 2017, recebeu o Prémio Maria Aurora para a Igualdade de Género da Câmara Municipal do Funchal. Desde 2019, dirige o Mestrado em Estudos Regionais e Locais. Entre outras funções, coordena o Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da UMa, sendo vice-presidente da Faculdade de Artes e Humanidades.

Detalhes:

Ano: 2022
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 160
Formato: 24x17
ISBN: 9789895661237
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
16/03/2024
AI, ALENTEJO… – Memórias Rurais, da Autoria de Abílio Maroto Amiguinho
APRESENTAÇÃO: Dia 16 de Março de 2023 (sábado), às 16h00, na Sede da Junta de Freguesia de Santa Eulália (Elvas). Apresentação: Dr.ª Ana Maria Maroto

01/03/2024
MEMÓRIAS DE UM COMBATENTE, ANTES E DEPOIS DO 25 DE ABRIL DE 1974, da autoria de João Pedro Quintela Leitão
LANÇAMENTO: 1 de Março de 2024 (6.ª feira) 17h00, no Caslisboa, em Lisboa. Apresentação: Dr. Bruno Miguel Galeano Quintela Leitão e Dr. Pedro Eugénio Galeano Quintela

28/02/2024
OS JUDEUS MARROQUINOS DE CABO VERDE – SÉCULO XIX (2.ª ed.), com coordenação e organização de Carol Castiel
APRESENTAÇÃO: dia 28 de fevereiro de 2024 (4.ª feira), às 18h30, na Associação Caboverdeana, em Lisboa

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 “Chamadas para a rede fixa nacional (PT), de acordo com o tarifário do utilizador” ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]