Contraluz




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Helena Pato
Temas: Literatura, Romance

Sinopse:

“Podemos dizer que estes instantâneos, livres de mordaças sociais, ou políticas, são expostos sem preconceitos, apelando ao nosso sentido crítico e reflexão, porque na humana abertura de pensamento de Helena Pato, os preconceitos são como altos muros que separam as pessoas de diferente condição e nada – nem o desigual nascimento, nem a situação de miséria, nem a falta de acesso a bens elementares como saúde, ou educação – podem negar ao indivíduo desafortunado o estatuto de ser humano. ¶ CONTRALUZ apresenta-se-nos assim como um mapa de afectos. Os retratos desta colectânea com situações do quotidiano, assentam na imprevisibilidade da vida, sem regras fixas nem fórmulas milagrosas. A sóbria elegância deste volume de ficção converte-se assim numa interioridade que se abre aos leitores numa espécie de exorcismo de fantasmas opressivos. É um convite aliciante para uma viagem pela escrita sensorial de Helena Pato.” ¶¶ [MARIA HELENA VENTURA, Prefácio] ******************************************************** Vá-se lá saber porquê, um dia apareceram-me umas quantas criaturas a oferecerem-se como personagens de ficção. Sem rodeios, deram-me conta de que, se conseguisse acomodá-las, poderíamos conviver por uns tempos. Foram dizendo que esperavam respeitinho e seriam elas a ditar o «onde», o «como» e o «quando». Tinham muito para contar, mas não admitiam ser barradas, manipuladas ou maltratadas e queriam vestir fatos de bom corte. Exigências de superstars, como se perceberá… ¶ Ao procurar captar as personagens, olhando-as frequentemente em contraluz, reflecti-me em algumas, exasperei-me com outras tantas e odiei meia dúzia. ¶¶ [HELENA PATO, Posfácio)

Índice:

Prefácio: O brilho que se insinua

A vizinha
Equívocos
Ciúmes
Um dia de cada vez
Um amor em espera
Actos falhados
Dois tiros
Encontros luso-franceses
Sibila
A estrela da fortuna
Felicidade
Assim parecia
Cantigas do bom marido
Amores do século XXI
Delírios
Romantismo
A casa das tílias
Uma mulher invulgar
Amor na Place des Vosges
Idealismos
O amor é água que corre?
Acompanhantes de luxo
A rosa amarela
Torna a Surriento
Madalena arrependida
Uma atitude misteriosa
Vidas passadas
Verdes anos: mitos e místicas
Certificado de amor
Os inomináveis
Perdida para sempre
Ela das 6 às 8
Paz à sua alma
Posfácio: A guerra das estrelas


* * * * *


AUTORA:

HELENA PATO nasceu em Mamarrosa, Aveiro. Licenciada em Ciências Matemáticas, dedicou a vida profissional ao ensino de crianças e jovens (37 anos nas escolas públicas) e à formação de professores.
É autora de diversos livros e estudos, no âmbito da Pedagogia e da Didáctica da Matemática. Colaborou, desde jovem, em revistas e jornais diários, com artigos sobre Educação, Ensino e Ciência.
Publicou livros dedicados à memória da ditadura, o último dos quais A Noite Mais Longa de Todas as Noites (Edições Colibri, 3.ª edição).
Envolveu-se activamente na Resistência contra o regime fascista. Membro do Partido Comunista Português de 1962 a 1990, esteve presa e foi torturada pela PIDE. Durante a ditadura foi co-fundadora e dirigente dos movimentos cívicos que estiveram na base da Comissão Democrática Eleitoral (CDE) de Lisboa, dos Sindicatos Nacionais dos Professores e do Movimento Democrático das Mulheres (MDM). É dirigente, desde 2010, do Movimento Cívico Não Apaguem a Memória (NAM). Criou e dinamiza, nas redes sociais, o Grupo Fascismo Nunca Mais e a página de biografias Antifascistas da Resistência. Integra o grupo de 12 cidadãos que propuseram à Câmara Municipal de Lisboa a criação de um “Memorial aos Presos e Perseguidos Políticos”, no local onde funcionaram os Tribunais Plenários (uma deliberação aprovada na CML por unanimidade, em Maio de 2021, e que aguarda concretização).

Detalhes:

Ano: 2021
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 190
Formato: 23x16
ISBN: 9789895661251
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]