Diplomacia Comercial




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

O livro aborda o papel da rede externa como catalisador da iniciativa privada e a importância dos seus instrumentos como incentivo ao investimento e ao comércio, sobretudo aos projetos geradores de emprego e que se destinam a novos mercados ou que, à partida, espelhem potenciais vantagens competitivas. ¶¶ [Prof. Doutora Maria Sousa Galito (Universidade de Lisboa)] *********************************************************** O livro mostra com clareza que a diplomacia moderna é também económica, transformando as missões diplomáticas em instrumentos de criação de empregos no país através do seu papel preponderante na promoção das exportações e captação de investimentos estrangeiros. ¶ A diplomacia deve estar ao serviço do desenvolvimento, da promoção da exportação e da captação de investimentos. ¶¶ [Dr. Sérgio dos Santos (Ministro da Economia e Planeamento de Angola)] *********************************************************** As Embaixadas devem ser as portas avançadas da representação, da promoção, de contactos e da mobilização de investimentos. Este livro, pela relevância e clareza da sua abordagem, demostra que pode ser necessário a refundação ou reforma da diplomacia tradicional, inserindo a dimensão económica. ¶¶ [Dr. Carlos Semedo (Embaixador de Cabo Verde no Luxemburgo)] *********************************************************** Ao longo das últimas décadas, muitos governos reforçaram as atividades diplomáticas comerciais, aumentando o orçamento dedicado ao apoio à exportação e à captação de investimentos, bem como formalizando o tratamento das questões económicas nos Ministérios das Relações Exteriores/Negócios Estrangeiros e nas embaixadas. ¶ A diplomacia comercial corresponde às atividades conduzidas por representantes do Estado no exterior do país, visando gerar ganhos económicos nas formas de comércio e investimento direto. Habilidades diplomáticas e conexões de alto nível são postas ao serviço do empresariado nacional, para o ajudar a explorar e garantir oportunidades de negócios no exterior, e utilizadas para incentivar as empresas estrangeiras a investirem no país.

Índice:

Lista de Abreviaturas

Resumo Executivo


Parte I: Introdução

Capítulo I – Introdução

I. A diplomacia no contexto da globalização
A. Efeitos da globalização
B. Globalização e desenvolvimento da diplomacia comercial

II. Instrumentos de promoção das exportações e captação de investimentos estrangeiros
A. Instrumentos de promoção das exportações
B. Instrumentos de captação de investimentos

III. Objetivo e estrutura do livro
A. Objetivo do livro
B. Estrutura do livro


Parte II: Estrutura e atividades da diplomacia comercial

Capítulo II – Diplomacia comercial

I. Discussão geral

II. Diplomacia comercial: definição
A. Definição de diplomacia comercial
B. Diplomacia comercial vs diplomacia económica

III. Atividades primárias
A. Promoção comercial
B. Promoção e captação de investimentos
C. Outras atividades

IV. Localização das missões de diplomacia comercial
A. Critérios de abertura de missão diplomática
B. Abertura de missão diplomática por razões económicas
V. Conclusão

Capítulo III – Estrutura organizacional da diplomacia comercial

I. Discussão geral

II. Organização institucional no país
A. Diplomacia comercial pelo Ministério do Comércio/Economia
B. Diplomacia comercial pelo Ministério dos Negócios das Estrangeiros/ Relações Exteriores
C. Diplomacia comercial por um Ministério unificado das Relações e Comércio Exteriores
D. Diplomacia comercial através de um mecanismo de coordenação
E. Diplomacia comercial por uma agência independente

III. Organização institucional no exterior
A. Autonomia ou dependência a uma missão diplomática
B. Benefícios de exercício exclusivo

IV. Conclusão

Capítulo IV – Atividades da diplomacia comercial

I. Discussão geral

II. Promoção das exportações e captação de investimentos
A. Promoção das exportações pela diplomacia comercial
B. Diplomacia e investimentos nacionais no estrangeiro
C. Diplomacia e investimentos estrangeiros no país

III. Natureza das atividades da diplomacia comercial
A. Função consultiva
B. Função de facilitação
C. Função de representação

IV. Conclusão

Capítulo V – Diplomata comercial

I. Discussão geral

II. Atores e rede da diplomacia comercial
A. Responsabilidades do diplomata
B. Relação com as instituições de apoio ao comércio

III. Requisitos de formação e perfil de diplomata
A. Requisitos de formação
B. Formação continua
C. Perfil teórico de diplomatas comerciais
Promotor de negócio
Funcionário
Generalista

IV. Conclusão


Parte III: Instrumentos de promoção das exportações de investimentos

Capítulo VI – Inteligência competitiva

I. Discussão geral

II. Inteligência competitiva: importância e tipo de análise
A. Importância da inteligência competitiva
B. Definição
C. Tipo de análise
Análise do ambiente global de negócios
Análise de mercado

III. Papel da diplomacia comercial
A. Produção e disseminação de inteligência
B. Inteligência competitiva para promoção de exportação e captação de investimentos
Inteligência competitiva para promoção de exportação
Inteligência competitiva para captação de investimentos

IV. Conclusão

Capítulo VII – Construção de imagem

I. Discussão geral

II. Construção de imagem e promoção de investimentos e das exportações
A. Construção de imagem e promoção das exportações
B. Construção de imagem e investimentos estrangeiros

III. Diplomacia e construção de imagem do país
A. Importância da construção de imagem do país
B. Atividades de construção de imagem da diplomacia comercial
Sítio Internet
Campanha de Relações Públicas
Publicidade
Participação em conferências e exposições de investimento
Boletins informativos e outras ferramentas de marketing direto

IV. Conclusão

Capítulo VIII – Prospeção de investimentos

I. Discussão geral

II. Prospeção de investimentos: definição e objetivos

III. Atividades de prospeção e contactos com os investidores
A. Segmentação da empresa
Segmentação setorial
Segmentação de investidores
B. Resposta às solicitações dos investidores
A. Organização de visita aos investidores

IV. Conclusão

Capítulo IX – Missões comerciais

I. Discussão geral

II. Missões comerciais
A. Conceito de missão comercial
B. Tipo de missões comerciais
Segundo destino
Segundo características dos participantes
Segundo os organizadores
Segundo o foco geográfico
Outras missões
C. Participação numa missão comercial

III. Papel da diplomacia comercial
A. Organização das missões no exterior
B. Organização das missões no país

IV. Conclusão

Capítulo X – Feiras

I. Discussão geral

II. As feiras
A. Conceito de feira
B. Tipo de feiras
Categorias gerais
Categoria segundo a finalidade
Categoria segundo os participantes
Caso particular: exposição universal
C. Participação em feiras
Como expositor
Como visitante

III. Papel da diplomacia comercial
A. Coordenação da participação
B. Apoio técnico e/ou financeiro

IV. Conclusão

Capítulo XI – Reuniões entre compradores e vendedores

I. Discussão geral

II. Reunião entre compradores e vendedores
A. Definição
B. Tipos de reunião comprador-vendedor
Ramo de atividade
Origem dos participantes
C. Participação em uma reunião comprador – vendedor
Empresa pivô
Empresa licitante

III. O papel da diplomacia comercial
A. Organização
B. Apoio técnico/financeiro

IV. Conclusão

Capítulo XII – Epílogo

I. Discussão geral

II. Recomendações
Estrutura, localização e formação
Medidas de promoção comercial


Bibliografia



* * * * *


GILBERTO D. F. ANTÓNIO – Mestrado em Estatística pela Universidade de Neuchâtel (Suíça), Licenciaturas em Economia Monetária e Financeira e em Ciências Políticas, ambas pela Universidade de Genebra (Suíça). Trabalhou na Missão Permanente de Angola em Genebra, onde foi membro da equipa técnica angola na OMC. Trabalhou igualmente no domínio bancário. Ensinou estatística e economia na Escola Superior de Comércio e nas escolas secundárias de Genebra. Atualmente, é consultor em comércio e investimentos internacionais.

É autor dos livros seguintes:
Os Acordos da OMC, textos completos e sínteses, 516 p, Editando, Lisboa, 2016;
A facilitação do comércio e outras Decisões de Bali, perspectiva angolana (com L. Luansi), 272 p, Editando, Lisboa, 2014;
A graduação de Angola dos PMA, perspectivas e desafios (com G.D.F. António), 236 p, Editando, Lisboa, 2013;
Crise e fracasso do sistema comercial multilateral? Análise da 8.ª Conferência Ministerial da OMC de 2011, (com L. Luansi) 144p, Editando, 2012.

Detalhes:

Ano: 2021
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 180
Formato: 23x16
ISSN: 9789895660551
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
13/12/2021
AS COMUNIDADES SEFARDITAS E A NAÇÃO PORTUGUESA, da autoria de Florbela Veiga Frade
LANÇAMENTO: dia 13 de dezembro (2.ª feira), às 17h00, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

10/12/2021
AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS, coord. de José Almeida Silva
APRESENTAÇÃO: 10 de Dezembro (6.ª feira), às 17h00, Biblioteca do Instituto D. Luiz, FCUL, Lisboa. Oradores: Júlia Seixas (CENSE/FCT_NOVA), Sandro Mendonça (ISCTE/ANACOM), Miguel Brito (IDL/FCUL)

09/12/2021
DA TOPONÍMIA DE ÉVORA – SÉCULO XVI (vol. III), da autoria de Afonso de Carvalho
LANÇAMENTO: 9 de Dezembro, às 17h00, na Biblioteca Pública de Évora

06/12/2021
PRÁTICAS ARTÍSTICAS, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICA, da autoria de Hugo Cruz
LANÇAMENTO: dia 6 de dezembro (2.ª feira), às 18h00, no Salão Nobre do Teatro Garcia de Resende, em Évora

05/12/2021
ALPALHÃO – palavras, falares e modos de dizer de uma vila do Alentejo, da autoria de José Caldeira Martins
LANÇAMENTO: Dia 5 de Dezembro de 2021 (domingo), às 15h00, na Tapada das Safras em Alpalhão.

04/12/2021
MUNDO(S) - LIVRO 15 – Coletânea de Poesia Lusófona
APRESENTAÇÃO: dia 4 (sábado) de dezembro de 2021, pelas 16 horas, na SNBA – Sociedade Nacional de Belas Artes, em Lisboa

04/12/2021
ARQUEOLOGIA, PATRIMÓNIO E MUSEUS – Meio Século de intervenção Cívica e Cultural, da autoria de Luís Raposo
CANCELADO! — CONVERSA entre Luís Osório e Luís Raposo, dia 4 de Dezembro (sáb.), às 15h30, na Casa das Artes e Cultura do Tejo, em Vila Velha de Ródão. — CANCELADO!

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

19/03/2018
A Colibri na Rádio Horizonte (92.8)
Clique no menu "Links" para aceder ao canal do Youtube

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99