Sá Carneiro (19 jul 34 – 04 dez 80)

caso Camarate – Acidente ou Sabotagem




Recomendar livro a um amigo
Autoria: António A Neves

Sinopse:

À data dos factos, o autor foi convidado para integrar uma das equipas de investigação daquele que ficou conhecido como Caso Camarate, pela habilitação reconhecida proveniente de seis anos operacionais na Força Aérea Portuguesa / FAP: ¶ BA1 / Granja do Marquês, Sintra: Manutenção dos Cessna T-37 (treino) nos célebres birreatores da esquadrilha Asas de Portugal; ¶ BA12 / Guiné: Manutenção, Linha da Frente e Voo em Helicópteros Alouette III, com centenas de horas de voo operacional. Acompanhamento de dois acidentes aéreos, um deles por despenhamento de um helicóptero em que pereceram todo os ocupantes, maioritariamente deputados. Logo se aventou – e inventou – a hipótese de ter sido abatido pelo inimigo. Na realidade, despenhou-se pelo facto de o piloto não ter conseguido evitar-se a um tornado, contrariamente aos restantes hélis que seguiram em formação; ¶ BA3 / Tancos: Manutenção, Formação e Voo, com acompanhamento de um acidente aéreo envolvendo dois helicópteros com sete vítimas mortais e uma sabotagem em fornilho, com a destruição total ou incapacitação operacional de vinte e oito aeronaves, entre aviões e helicópteros. ¶ BA6 / Montijo: Manutenção de Sistemas Hidráulicos do avião de deteção submarina e bombardeiro P2-V5. ¶ Para o caso em apreço, o conhecimento da linguagem aeronáutica foi uma mais valia para a interpretação de determinados procedimentos e suas consequências, bem como para a interpretação dos destroços do avião Cessna 421 A que se despenhou em Camarate na noite de 04 DEZ 80. ******************************************************** Com base no que está vertido nos nove relatórios finais das dez Comissões Parlamentares de Inquérito / CPI, que aquelas comissões – ao longo de mais de trinta anos – assumiram como tendo sido as conclusões a que chegaram sobre o ‘Caso Camarate’, o autor pretendeu reunir, confrontar aquelas conclusões, entre si mesmas e com a realidade que acompanhou – desde o primeiro momento – e colocar para sufrágio da opinião pública, as não conformidades e disparidades que identificou entre aqueles relatórios. ¶ E assim ficarão plasmadas para a História.

Índice:

Declaração do autor

Aos Meus Filhos

Curvamo-nos Com o Devido Respeito

A Decisão de Escrever Este Livro


Acidente / Sabotagem

Propósito
Alguns Factos
Outros Factos
Reiteradamente Omitidos
Das Dez CPI

1ª CPI
Declaração de Voto 1A
Declaração de Voto 1B
Declaração de Voto 1C
Declaração de Voto 1D

2ª CPI
Declaração de Voto 2A
Declaração de Voto 2B
Declaração de Voto 2C
Declaração de Voto 2D
Declaração de Voto 2E
Declaração de Voto 2F

3ª CPI
O que faltou às CPI
Declaração de Voto 3A
Declaração de Voto 3B

4ª CPI
Declaração de Voto 4A
Declaração de Voto 4B
Declaração de Voto 4C

5ª CPI
Declaração de Voto 5A
Declaração de Voto 5B

6ª CPI

7ª CPI

8ª CPI

9ª CPI

10ª CPI

Carnaxide ’

Camarate ’

Carnaxide ’’

Camarate ’’

Carnaxide ’’’

Camarate ’’’

Sinopse

Tomada de Posição

8º Governo Constitucional

Esclarecimento Oficial do MHOPT

Nota do Procurador-Geral

Despacho da PGR

Procurador-Geral da República

Despacho Sobre Inspeção do MP

Auto de Perguntas - Autor Confesso

Acórdão Tribunal da Relação de Lisboa

Notas Finais

Testemunhos Desprezados Pelas CPI

O Ónus e a Globalidade da Prova

A Prova Testemunhal

Dificuldades em Admitir Realidades

Vamos Terminar

Acórdão do Tribunal Constitucional

Declaração de Voto de Juiz do TC

O Porquê – Deste Livro – Agora

Calendarização Das 10 CPI

A Reter


*********************************************************


AUTOR:

ANTÓNIO A NEVES reuniu a sua experiência na Aeronáutica Militar / FAP, com a de Investigação Criminal / PJ e ensaiou o presente trabalho. Fê-lo como se de uma fluente conversa se tratasse, substituindo a sua voz pela sua escrita e através dela, dar a conhecer o que será desconhecido, porventura inimaginável, pela maioria das pessoas que ouviram e continuam a ouvir uma narrativa sobre os factos tratados no presente ensaio.

Detalhes:

Ano: 2021
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 424
Formato: 23x16
ISBN: 9789895660773
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
26/10/2021
ARQUEOLOGIA, PATRIMÓNIO E MUSEUS – Meio Século de intervenção Cívica e Cultural, da autoria de Luís Raposo
LANÇAMENTO: dia 26 de outubro (3.ª feira), às 18h30, na Casa do Alentejo, em Lisboa. Apresentação: Nuno Pacheco (Jornalista)

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

19/03/2018
A Colibri na Rádio Horizonte (92.8)
Clique no menu "Links" para aceder ao canal do Youtube

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99