Ademar

Aventuras de um Degredado nas Colónias




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

ADEMAR nasce entre o regicídio e a implantação da República, perde o pai na 1.ª Guerra Mundial e vai para a Casa Pia em Lisboa, onde completa o curso de sargentos simultaneamente com a subida do Marechal Gomes da Costa ao poder e a instauração da ditadura militar. Sem emprego ou perspetivas numa sociedade pobre, 70% analfabeta e com a dívida nacional a aumentar diariamente, junta-se a protestos, torna-se reviralhista, é preso e degredado para Cabo Verde aos 17 anos e, mais tarde, Macau e Moçambique. Viajando entre as várias colónias do império, é Moçambique que ama e onde tem diversas ocupações – incluindo caçador profissional – enquanto constrói uma considerável prole e uma rede de camionagem, transporte de passageiros e cantinas de sul a norte, em constante luta contra os elementos, doenças, animais perigosos, perseguição pelas várias polícias de Estado, chefes tribais de interesses opostos e a guerra colonial. ********************************************************** "Os seus 18 anos incitavam os seus subordinados – especialmente os vindos de Lisboa e Porto – a minar a sua autoridade, com situações de aberta desobediência. Rapidamente intuiu que os moçambicanos formavam o segmento de subordinados que melhor compreendia a vulnerabilidade da sua situação e mais o apoiava, porque eles próprios se sentiam fora do seu elemento e vulneráveis. O instinto de sobrevivência fê-lo desenvolver uma relação próxima com aqueles homens atléticos e pujantes, respeitosos mas ciosos das suas tradições e hábitos, como comer com os dedos em vez de usar talheres."

Índice:

PRIMEIRA PARTE
Capítulo I – Ademar nasce
Capítulo II – Vasco sobe na vida
Capítulo III – Nova vida, novas preocupações
Capítulo IV – Ademar a crescer, vida a mudar
Capítulo V – Grandes mudanças
Capítulo VI – Natal e nasce o irmão de Ademar
Capítulo VII – O tempo passa a correr

SEGUNDA PARTE
Capítulo VIII – Mais mudanças
Capítulo IX – A caminho de Lisboa
Capítulo X – Lisboa e Casa Pia
Capítulo XI – Aprendizagem
Capítulo XII – Desportos e crescimento na Casa Pia
Capítulo XIII – Acontecimentos dentro e fora da Casa Pia; desportos
Capítulo XIV – A voragem do tempo
Capítulo XV – Tempo comprimido

TERCEIRA PARTE
Capítulo XVI – O degredo

QUARTA PARTE
Capítulo XVI – O Oriente

QUINTA PARTE
Capítulo XVII – Moçambique
Capítulo XVIII – Expansão e mudança
Capítulo XVIII – Correspondência, perseguição e mais mudanças
Capítulo XIX – O tempo da Companhia
Capítulo XX – À perna
Capítulo XXI – Novas mudanças

SEXTA PARTE
Capítulo XXII – Viagem a Portugal
Capítulo XXIII – África Ocidental

SÉTIMA PARTE
Capítulo XXV – Os novos estados da Pátria


* * * * *


AUTOR:

ADRIANO LEITE DE VASCONCELOS nasce na Beira, Moçambique, em 1957, completa a licenciatura em Inglês, Relações Internacionais e Francês com a Universidade de Witwatersrand na África do Sul em 1983 e trabalha a maior parte da sua vida como tradutor em várias instituições internacionais.

Detalhes:

Ano: 2021
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 416
Formato: 23x16
ISBN: 9789895660742
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
26/10/2021
ARQUEOLOGIA, PATRIMÓNIO E MUSEUS – Meio Século de intervenção Cívica e Cultural, da autoria de Luís Raposo
LANÇAMENTO: dia 26 de outubro (3.ª feira), às 18h30, na Casa do Alentejo, em Lisboa. Apresentação: Nuno Pacheco (Jornalista)

23/10/2021
ALENTEJO (S) – Imagens do Ambiente Natural e Humano na Literatura de Ficção, coord. de Ana Cristina Carvalho e Albertina Raposo
LANÇAMENTO: dia 23 de outubro (sábado), às 16h00, Casa Fialho de Almeida em Cuba. Apresentação: Professor Vítor Encarnação

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

19/03/2018
A Colibri na Rádio Horizonte (92.8)
Clique no menu "Links" para aceder ao canal do Youtube

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99