História da Educação no Arquipélago de São Tomé e Príncipe (1470-1975)

Ensino Secundário




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Lúcio Neto Amado

Sinopse:

O Ensino Secundário nas Ilhas, no início do século XX era entendido como a formação académica obtida a seguir à conclusão dos exames do primeiro grau (antiga 3.ª classe) e do segundo grau (antiga 4.ª classe) do Ensino Primário. O acesso a esse nível de ensino complementar (ensino secundário) era deveras selectivo causando, amiudadamente, obstáculos a todos os indivíduos que tivessem o desejo de se sentar nos bancos da escola onde se leccionavam as aulas. ****************************************************** "Deveras selectiva, a organização do ensino secundário na Província de S. Tomé e Príncipe surgiu na segunda metade do século XX, no ano de 1952, com o estatuto de ensino particular e a denominação de Colégio Liceu, e, terminou no ano lectivo de 1957 1958. Seguiu se lhe a criação do Liceu D. João II, a 18 de Setembro de 1959, através do Decreto Lei n.º 45 512, que terminou no ano lectivo de 1974 1975. Qualquer uma destas instituições, estruturada de acordo com as normas de um modelo administrativo hierarquizado e centralizado, teve a finalidade de impor aos discentes os padrões civilizacionais e a cultura do colonizador, desconsiderando e discriminando os “filhos da terra” e a sua cultura." [Natália Umbelina, in Prefácio]

Índice:

Prefácio, por Natália Umbelina

Nota Introdutória

Agradecimentos


Capítulo I
Estabelecimentos do Ensino pós-Primário no arquipélago

1. Os primeiros estabelecimentos do Ensino Secundário nas ilhas
1.1. O contributo da Igreja Católica
1.1.1. Do Convento-Colégio aos Seminários
1.2. O papel das Congregações religiosas na formação dos africanos
1.2.1. Século XVI aos finais do século XIX
1.2.2. Finais do século XIX, princípios do século XX
1.3. Aspectos sócio-culturais entre Liceus clássicos e Ensino Técnico Profissional
1.3.1. O Ensino Secundário no Império Português
1.3.2. Liceus clássicos no Continente e nas Colónias: masculinos e femininos
1.3.3. Ensino Técnico Profissional no Continente e nas Colónias


Capítulo II
O Ensino Secundário nas Ilhas, após a queda da Monarquia em Portugal

2.1. Do Colégio-Liceu ao Liceu Nacional D. João II
2.1.1. Colégio-Liceu
2.1.2. Surgimento e inauguração do Colégio-Liceu
2.1.3. Avisos, Matrículas, Exames, outros comunicados
2.2. Liceu Nacional D. João II
2.2.1. Primeira sessão solene de abertura do Ano Lectivo
2.2.2. Avisos, Matrículas, Exames, outros comunicados
2.2.3. Reitores do Liceu D. João II
2.3. Escola de Artes e Ofícios
2.3.1. Inauguração e abertura do Ano Lectivo da Escola de Artes e Ofícios
2.3.2. Avisos, Matrículas, Exames, outros comunicados
2.4. Ensino Técnico Profissional
2.4.1. Escola Técnica Elementar Silva Cunha
2.4.2. Inauguração e descrição arquitectónica da Escola Técnica
2.4.3. Avisos, Matrículas, Exames, outros comunicados
2.5. Escola Elementar de Agricultura “Barão de Água Izé”
2.5.1. Descrição feita a partir do Depoimento de um antigo aluno
2.5.2. Avisos, Matrículas, Exames, outros comunicados
2.6. Telescola
2.6.1. Telescola Piloto em todo o Ultramar
2.6.2. Telescola na Ilha do Príncipe
2.7. Escola Preparatória Pedro Álvares Cabral


Capítulo III
Arquitectura das Escolas de S. Tomé e Príncipe

3. Escola de Artes e Ofícios
3.1. Colégio-Liceu/Liceu D. João II
3.1.2. Escola Técnica Silva Cunha


Capítulo IV
Comissão Provincial de Bolsas de Estudo

4. Bolsas no âmbito do Ensino Médio e Ensino Superior
4.1. Processos de admissão de candidatos à Academia Militar
4.1.1. Época especial de exames para Militares


Capítulo V
A Reforma do Ensino em Portugal: Metrópole versus Colónias

5. Reforma do Ensino nos séculos XVIII e XIX
5.1. Reforma geral do Ensino no decorrer do século XX
5.1.1. Reforma dinamizada pelo professor Veiga Simão
5.2. Uma Universidade para o Ultramar Português
5.2.1. Estudos Gerais Universitários das Províncias de Angola e de Moçambique
5.3. A escolaridade no Ultramar Português
5.3.1. Evolução do Ensino em S. Tomé e Príncipe


Capítulo VI
Alunos e professores do Colégio-Liceu e do Liceu D. João II

6. Alunos pioneiros do Colégio-Liceu
6.1. Professores do Liceu D. João II
a) Primeira professora preta a leccionar no Liceu D. João II
b) Professores brancos mais destacados
6.1.1. Professores Missionários
6.1.2. Professores de Educação Física
6.2. Alunos mais destacados do Liceu D. João II

Nota Conclusiva

Bibliografia consultada

Anexo


* * * * *


O AUTOR:

LÚCIO NETO AMADO. Nasceu na Freguesia da Conceição, ilha de São Tomé (São Tomé e Príncipe). Fez os estudos primários em São Tomé e liceal em São Tomé e em Lisboa.
É Professor de Educação Física de profissão – Licenciado em Educação Física e em Sociologia. Leccionou em Angola, em Timor-Leste, em Portugal e em São Tomé e Príncipe.
Obras publicadas: “Manifestações Culturais São-Tomenses – apontamentos, comentários, reflecções”, 2011; “Os Mares do meu Arquipélago“, 2012; “O Labirinto da Esperança”, 2014; "História da Educação em São Tomé e Príncipe", 2018 e Maria das Tormentas, 2019.

Detalhes:

Ano: 2021
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 298
Formato: 23x16
ISBN: 9789895660537
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
26/10/2021
ARQUEOLOGIA, PATRIMÓNIO E MUSEUS – Meio Século de intervenção Cívica e Cultural, da autoria de Luís Raposo
LANÇAMENTO: dia 26 de outubro (3.ª feira), às 18h30, na Casa do Alentejo, em Lisboa. Apresentação: Nuno Pacheco (Jornalista)

23/10/2021
ALENTEJO (S) – Imagens do Ambiente Natural e Humano na Literatura de Ficção, coord. de Ana Cristina Carvalho e Albertina Raposo
LANÇAMENTO: dia 23 de outubro (sábado), às 16h00, Casa Fialho de Almeida em Cuba. Apresentação: Professor Vítor Encarnação

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

19/03/2018
A Colibri na Rádio Horizonte (92.8)
Clique no menu "Links" para aceder ao canal do Youtube

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99