Como era Linda a Primavera

Poesia




Recomendar livro a um amigo
Temas: Poesia

Sinopse:

Ode a uma árvore // Árvore, minha irmã na natureza, / De ti recebo seiva, sombra e frutos./ E foi contigo que aprendi, também, / A amar a tua generosidade e beleza, / Com a ajuda e o saber da minha mãe. // Quando os meus olhos castanhos,/ Se deleitavam a contemplar, / Os teus braços, fortes e tamanhos, / Que dançam com o vento norte. / E acolhiam neles as avezinhas, / No jardim, na floresta, ou no deserto, / Para fazerem os ninhos, a céu aberto. // E foi com o balançar dos teus ramos, / E o som harmonioso da sua folhagem, / Que uma constante e suave aragem, / Fazia balançar, qual quimera, / Em calmas manhãs da Primavera, / Que eu imaginava cantares Gregorianos, / Numa catedral com mais de mil anos. // E também foste tu, querida árvore, / Que me ensinaste a crescer. / Quando convivíamos lado a lado, / E eras tão frágil quanto eu, / Há pouco tempo acabado de nascer. / Que se uma delicada borboleta, / Pousasse em ti, não a podias suportar, / Nos teus bracinhos, virados para o céu, / À espera da chuva e da luz solar. // Até que te tornaste um gigante, / Com tronco forte e braços enormes, / Capaz de enfrentar a todo o instante, / A fúria dos elementos e a incúria dos homens. / Por isso, vais durar mil anos e morrer de pé, / Mas se tal não acontecer, e algo te derrubar, / Podes crer que eu junto de ti, se cá estiver, / Com certeza que vou chorar.

Índice:

Prefácio

O primeiro acto
O meu eco de menino
O Pão da Minha Mãe
Os meus arco-íris
Os sonhos da puberdade
No silêncio da noite…
Uma lembrança que dói!...
O Homem da Lua e o meu avô
Um passeio pela capital
Há nevoeiro no cais
Uma mulher triste, junto ao rio
Esta Lisboa amada
Lisboa
Chegaram as “minhas” andorinhas
Um passeio pela cidade
Hoje fui ver o mar…
Homens num barco que balança…
O medo da solidão!
Um homem também chora
Amemos a Natureza
Contradições – I
Contradições – II
O lobo ibérico
Uma amora silvestre
Os longos suspiros do mar
Percursos
A imaginação duma criança…
O bêbado, a ponte e o rio – 1
O movimento do girassol
O silvo do vento
A discriminação
O leito do rio…
O vento não domina o vale…
Se as aves conhecessem os homem…
Encontros improváveis…
A arte e as mãos do oleiro
com o avançar da tarde…
A menina no tempo das bonecas
O nosso pensamento…
O silêncio é de oiro…
Um desejo utópico…
A cor da verdade…
Peço desculpa, mas…
Tenho saudades do mar…
Um conselho
A cor da noite…
Deus é Misericordioso
Como eu imagino o Céu ….
São João de Deus, meu protector…
Está o céu ladrilhado
Porque tenho pressa….
Uma visita ao Castelo de São Jorge
Muito poucos, fazem muito…
O avarento
Um ruído estranho do telhado...
Um dos saudosos Cafés de Lisboa
Todo o ser humano nasce nu…
O Poeta que Eu sou…
Salvemos a Natureza
Na véspera do Natal
Quando os elefantes lutam
Eu nasci em tempos de guerra
O suave bailar da neve
A água
Eu gosto de viver
Ode a uma Criança
A Avenida da Liberdade
Os rios não trepam montanhas
As filhas do mar…
Curiosidades de Lisboa
O que a minha mãe me contava…
Ainda a ponte, o rio e o bêbado…2
O silêncio dos Campos
O inimigo da actualidade…
Recordando...
Vem comigo, meu amor…
Coisas do amor…
Quando eu morrer…
Um auto-retrato


* * * * *


O AUTOR:

JOÃO DE DEUS RODRIGUES nasceu na freguesia de Morais, concelho de Macedo de Cavaleiros. É sócio da ALTM – Academia de Letras de Trás-os-Montes; da SPA – Sociedade Portuguesa de Autores; da APP – Associação Portuguesa de Poetas; da CTMAD – Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro, e do CEMD – Circulo de Escritores Moçambicanos na Diáspora. Foi-lhe atribuído o Prémio Nacional de Poesia – Fernão de Magalhães Gonçalves – 2011, pelo seu livro “Homenagem ao Rio Sabor”. Consta da Bibliografia do Distrito de Bragança – volumes VII e IX, do Dr. Hirondino Fernandes/Câmara Municipal de Bragança (2012). Da Bibliografia: Subsídios para uma Bibliografia de Trás-os-Montes e Alto Douro – Volume V, da Livraria Académica do Porto. Participou em trinta Antologias e Coletâneas de contos e poesia e escreve para jornais regionais artigos de opinião, contos e poesia.

Detalhes:

Ano: 2021
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 112
Formato: 21x15
ISBN: 9789895660575
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

19/03/2018
A Colibri na Rádio Horizonte (92.8)
Clique no menu "Links" para aceder ao canal do Youtube

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99