Nova Síntese, n.º 13 (2018)

Neo-Realismo no Teatro




Recomendar livro a um amigo
Directores: Vítor Viçoso

Sinopse:

Nos últimos cerca de quinze anos, tem vindo a tornar¬ se mais intensa e consistente a investigação sobre o teatro criado no universo do Neo- Realismo português, nas vertentes da escrita e da prática performativa, compreendendo os seus mais assumidos representantes e outros que, não se reconhecendo como tal, evidenciaram essa influência nas suas criações artísticas. Disso mesmo são sintomáticos o volume e a diversidade de dissertações de mestrado e de teses de doutoramento disponíveis nos Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal (cf. www.rcaap.pt), bem como, por exemplo, o surpreendente levantamento de estudos publicados no Brasil, apresentado por António Mota Redol, o qual, incidindo apenas em literatura, inclui um significativo conjunto de trabalhos sobre teatro (Nova Síntese, 2013, p. 117-275), ou, ainda, o extenso número de entradas sobre espetáculos criados na esfera neo-realista disponível na CETBase – Teatro em Portugal, a maior base de dados nacional sobre teatro, disponível on line, com coordenação científica de Maria Helena Serôdio (http:// ww3.fl.ul.pt/CETbase/). Igualmente relevante tem sido a crescente consideração dos percursos teatrais de vários neo¬ realistas no âmbito da atividade do Museu do Neo-Realismo e da Associação Promotora do Museu do Neo-Realismo, em ambos os casos conferindo¬ lhes visibilidade em exposições, publicações e eventos de divulgação científica, nacionais e internacionais, de que vêm sendo organizadores ou parceiros. [da Apresentação]

Índice:

1. O Neo-Realismo no Teatro
Apresentação
Miguel Falcão

1.1 Enquadramentos e dramaturgia
Para o enquadramento do teatro neo-realista: Um “programa”, sucessivamente revisto, desde a Vértice
Miguel Falcão

A figuração do feminino no teatro de Alves Redol
Maria Helena Serôdio

Da Academia Almadense aos palcos do mundo: A dramaturgia de Romeu Correia
Sebastiana Fadda

Abordagem à obra dramatúrgica de Romeu Correia
Edite Condeixa

Bonecos, Bonecreiros, Artistas Ambulantes e Heróis Irreverentes em Roberta de Romeu Correia
Catarina Firmo

Entre Deve e Haver e A Salva de Prata: Abordagem biobibliográfica e breve incursão no teatro de Sidónio Muralha (1920-1982)
José Raimundo Noras

O Punho, Uma Terra e Duas Mães: A denúncia social de Bernardo Santareno no pós-Revolução dos Cravos
Fernanda Verdasca Botton

O teatro comprometido de Miguel Franco: Homens sem medo não morrem
Flavio Botton

Identidade cultural e as alegorias do histórico numa visão brechtiana (em torno da obra de Luís de Sttau Monteiro)
Domingos Lobo

António Joaquim da Costa Ferreira (1918-1997)
Carmen Dolores

Texto dramático e literatura neo-realista para crianças
Violante F. Magalhães

1.2 “Palcos” cativados
Teatro de Estudantes, Teatro do Povo e Educação Pela Arte: A experiência coimbrã de Arquimedes da Silva Santos
António Pedro Pita

O Neo-Realismo no teatro de amadores
António Gomes Marques

A Força do Povo que nasceu em Alenquer
José Rogeiro

Nas águas do Neo-Realismo
Deolindo Pessoa

Voltar aos neo-realistas na era do vazio
João Santos Lopes

Afinal o Charló era eu!
Rodrigo Francisco

Teatro radiofónico – um género com muitos aspetos: O caso das obras neo-realistas
Rogério Santos

1.3 Texto dramático inédito
Fernando Piteira Santos, historiador e activista
Sidónio Muralha

2. No centenário do nascimento de Fernando Piteira Santos (2018) Fernando Piteira Santos, historiador e activista
António Mota Redol

3. Neo-Realismo e Artes Visuais
Ainda sobre a “Fase Negra” (1942-45) de Manuel Filipe
João Archer de Carvalho

4. Imprensa Regional e Neo-Realismo
Ecos de Alenquer e Jornal de Alenquer: «a luta a favor dos outros»
José Rogeiro

5. Actividades da Associação Promotora do Museu
do Neo-Realismo

Detalhes:

Ano: 2018
Capa: capa mole
Tipo: Revista
N. páginas: 492
Formato: 23x16
ISSN: 1646-5989
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
25/06/2021
AO LONGE, O CONVENTO…, da autoria de Pedro Quintas Filipe
LANÇAMENTO: 25 junho 2021 (6.ª feira), em Mafra.

23/06/2021
ROSA COUTINHO – Prisioneiro na República do Congo, da autoria de Carlos de Almada Contreiras
APRESENTAÇÃO: dia 23 de junho (4.ª feira), às 18h00, na casa do Alentejo, em Lisboa. Apresentação: Capitão-de-Mar-e-Guerra Jorge Lourenço Gonçalves

22/06/2021
CAMPO MAIOR NO CENTRO DE UM CONFLITO INTERNACIONAL, da autoria de Rui Rosado Vieira
APRESENTAÇÃO: dia 22 de junho (3.ª feira) às 18h30, no Quartel do Carmo, em Lisboa. apresentação: General Rui Manuel Clero (General-Comandante-Geral da GNR)

20/06/2021
CALAMENTO, da autoria de Romeu Correia
APRESENTAÇÃO: dia 20 de junho (Domingo) às 16h30, no Centro Comercial “O Pescador”, em Costa da Caparica

19/06/2021
SERTÓRIO – uma história de Vila Nova, da autoria de João Luís Nabo
LANÇAMENTO: 19 de Junho (sáb.), pelas 17h00, no Cine-teatro Curvo Semedo, em Montemor-o-Novo. Apresentação: Doutora Teresa Fonseca e do Doutor Pedro Coelho

17/06/2021
ROSA COUTINHO – Prisioneiro na República do Congo, da autoria de Carlos de Almada Contreiras
LANÇAMENTO: dia 17 de junho (5.ª feira) às 18h00, no Instituto Hidrográfico, em Lisboa. Apresentação de Vice-Almirante José Luís Gonçalves Cardoso

31/12/2019
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

19/03/2018
A Colibri na Rádio Horizonte (92.8)
Clique no menu "Links" para aceder ao canal do Youtube

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99