Desmitificação

como expressão de literacia em Eça de Queiroz




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Ione Marisa Menegolla oferece-nos, neste seu Desmitificação como Expressão de Literacia, uma abordagem do processo de (des)mitificação na ficção queirosiana sob o signo epigráfico da relatividade e efemeridade do conhecimento (Armando Ventura Ferreira), do ludismo afectivo-intelectual (Pierre Boudieu) e da retórica e literatura (Joseph Hillis Miller): em Eça, o exercício ficcional, segundo a ensaísta, encena a literacia (leitura e escrita) como a principal via da “névoa” e da “neblina” assegurando atingir “as linhas exatas, o verdadeiro contorno da realidade”, nas expressões do romancista. De Fradique Mendes à sua correspondência, da imprensa à educação, do talento à modernidade, da religião à moda, da certeza às suas equações, das figuras mitológicas às que as (re)configuram... tudo embebido de mitificação e do seu contrário, mas também da simbolização do percurso de uma à outra: a reflexão de Ione oscila entre a revisão do conceito, passando pela sua história e referências, e a revisitação das suas diversas concretizações, relativizando, problematizando e lendo com paixão e um bom domínio dos conceitos e do corpus queirosiano selecionado. (do Prefácio, Annabela Rita)

Índice:

Apresentação

Prefácio

Introdução

1. A complexidade do mito
1.1 Desenvolvimento do mito
1.2 Formas de existência do mito
1.3 Signo linguístico e signo mítico
1.4 Linguagem e mito
1.5 Símbolos e mitos
1.6 Valores e mitos
1.7 Mito do consenso e consenso do mito

2. Dimensão da desmitificação
2.1 O mito não convida à inteligência, a desmitificação promove a reflexão

3. Desmitificações
3.1 Em A Correspondência de Fradique Mendes
3.2 Em Carlos Fradique Mendes
3.3 Da educação, que não instiga o raciocínio
3.4 Da erudição, zelosa da quantidade
3.5 Da mídia e da imprensa
3.6 Do falso talento
3.7 Da acomodação do homem moderno
3.8 De certas imposições políticas e da despolitização da burguesia
3.9 Da religião que não alimenta a espiritualidade
3.10 Da moda
3.11 Da pseudo certeza
3.12 Da equação prepotente: suma ciência x suma potência = suma felicidade
3.13 Da pedagogia ideológico-romântica em Pandora
3.14 De Eros, detentor apenas da sua face visível: Poros
3.15 Da temporalidade cultural

4. A narrativa queiroziana despindo-se de mitos e vestindo-se de literacia
4.1 A renovação de valores, de ideias e da língua na perspectiva de uma proposta no âmbito da literacia
4.2 Da Helade, um sopro de literacia na narrativa queiroziana
4.3 As farpas, um pharmacon, uma atitude de literacia

5. O processo literário-pedagógico queiroziano, um exemplo de literacia
5.1 Um processo para lá de todas as mitificações

6. As narrativas queirozianas como expressão de literacia
6.1 A simbologia nas narrativas queirosianas

7. Voltar atrás, buscar o tesouro do passado para refazer o presente e programar o futuro
7.1 Resignificar o tempo e o espaço pela riqueza do conhecimento antigo
7.2 Narrativas suscitadas pelas obras de Eça

8. As fases literárias queirosianas
8.1 As linhas e as entrelinhas das fases literárias queirosianas

9. O processo literário nas serras
9.1 Nas serras, uma linguagem que modela o inusitado

10. A cidade e as serras: símbolo de transição
10.1 A cidade e as serras: metamorfoses

Conclusão

Referências bibliográficas


A AUTORA:

Ione Marisa Menegolla é licenciada em Letras, com pós-graduação lato sensu no Curso de Especialização em Literatura Comparada, com a monografia A Metamorfose em Fernando Pessoa; especialização em Literatura Portuguesa, com a monografia José Régio, a busca de si mesmo; é Mestra em Letras, com a dissertação A Desmitificação em Eça de Queiroz; é doutora em Ciência da Literatura - área de concentração Teoria Literária, com a tese A linguagem do silêncio; é pós-doutorada, com a dissertação Ler, uma atitude inteligente - parceria cultural luso-brasileira. (…). É professora universitária, pesquisadora, ensaísta, escritora, mentora, organizadora e coordenadora de projetos e atividades sobre intercâmbios culturais entre professores e estudantes de expressão portuguesa. Tendo sido distinguida com medalhas de ouro e de prata pelo Governo de Portugal, pela sua atuação nessa área. Publicou vários trabalhos. Entre os quais, por último: obra individual A linguagem do silêncio; obra coletiva Desafios da Educação para os Novos Tempos, com o texto: “Uma revolução intelectual, um renascimento espiritual e moral são propósitos pedagógicos que precedem a cidadania”. Atualmente tem outras obras em preparação.

Detalhes:

Ano: 2015
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 230
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-522-8
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
13/12/2021
AS COMUNIDADES SEFARDITAS E A NAÇÃO PORTUGUESA, da autoria de Florbela Veiga Frade
LANÇAMENTO: dia 13 de dezembro (2.ª feira), às 17h00, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

10/12/2021
AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS, coord. de José Almeida Silva
APRESENTAÇÃO: 10 de Dezembro (6.ª feira), às 17h00, Biblioteca do Instituto D. Luiz, FCUL, Lisboa. Oradores: Júlia Seixas (CENSE/FCT_NOVA), Sandro Mendonça (ISCTE/ANACOM), Miguel Brito (IDL/FCUL)

09/12/2021
DA TOPONÍMIA DE ÉVORA – SÉCULO XVI (vol. III), da autoria de Afonso de Carvalho
LANÇAMENTO: 9 de Dezembro, às 17h00, na Biblioteca Pública de Évora

06/12/2021
PRÁTICAS ARTÍSTICAS, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICA, da autoria de Hugo Cruz
LANÇAMENTO: dia 6 de dezembro (2.ª feira), às 18h00, no Salão Nobre do Teatro Garcia de Resende, em Évora

05/12/2021
ALPALHÃO – palavras, falares e modos de dizer de uma vila do Alentejo, da autoria de José Caldeira Martins
LANÇAMENTO: Dia 5 de Dezembro de 2021 (domingo), às 15h00, na Tapada das Safras em Alpalhão.

04/12/2021
MUNDO(S) - LIVRO 15 – Coletânea de Poesia Lusófona
APRESENTAÇÃO: dia 4 (sábado) de dezembro de 2021, pelas 16 horas, na SNBA – Sociedade Nacional de Belas Artes, em Lisboa

04/12/2021
ARQUEOLOGIA, PATRIMÓNIO E MUSEUS – Meio Século de intervenção Cívica e Cultural, da autoria de Luís Raposo
CANCELADO! — CONVERSA entre Luís Osório e Luís Raposo, dia 4 de Dezembro (sáb.), às 15h30, na Casa das Artes e Cultura do Tejo, em Vila Velha de Ródão. — CANCELADO!

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

19/03/2018
A Colibri na Rádio Horizonte (92.8)
Clique no menu "Links" para aceder ao canal do Youtube

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99