Nova Antologia de Poetas Alentejanos




Recomendar livro a um amigo
Coordenação: Eduardo M. Raposo

Sinopse:

A Nova Antologia de poetas Alentejanos tem “como limites geográficos a Região do Alentejo e como protagonistas os naturais, vivendo cá ou na diáspora, e também os que no Alentejo se radicaram e se assumem como tal. Esta Antologia alia o rigor literário e a preservação da Memória de um tempo histórico, ao entusiasmo e à entrega de activamente contribuir para que seja reconhecido o valor e o espaço próprio aos Poetas que dela fazem parte e a sua importância num Portugal e num Alentejo que se (re) constrói em cada dia, reivindicando um futuro solidário e harmonioso, alicerçado na Identidade e na Memória, marca indelével de se ser Alentejano” (…) “e porque este é um trabalho pioneiro, importante para o património futuro do Alentejo, quer pelo seu valor literário, quer pelo seu valor simbólico, porque fomentador da nossa auto-estima enquanto Alentejanos, esperamos assim contribuir para dar continuidade ao grandioso trabalho empreendido por Francisco Dias da Costa.”

Índice:

Introdução

Prefácio

Margem Sul (Canção Patuleia)
Paulo Ribeiro
Antónia Vilar
António Adriano Pires Ventura
António Couvinha
António José da Costa Neves
António Jorge Serafim
António Manuel Revez
António Murteira
Arlinda Mártires
César Pires
Eduardo M. Raposo
Elisa Valério
Fernando Correia Pina
Fernando Salgueiro de Sousa
Francisco do Ó Pacheco
Francisco Naia
Henrique Matos
Hugo Santos
Janita Salomé
Jao Suão
João Cágado
João Monge
João Paulo Coelho
Joaquim Palma
José António Chocolate Contradanças
José Luís Peixoto
José Miguel Pinheiro de Oliveira
José Rodrigues Vilhena
José Santos Guerra
Joseia Matos Mira
Luís Ferreira
Luísa Venâncio
Manuel Fialho
Manuel Gonçalves
Manuel Gusmão
Manuela Parreira da Silva
Margarida Morgado
Maria Cravidão
Maria José Lascas Fernandes
Maria Vitória Afonso
Miguel Rego
Monarca Pinheiro
Nogueira Pardal
Orlando Fernandes
Paulo Barriga
Raul Cóias
Rita Peixinhos
Teresa Cuco
Vitorino Salomé
Vítor Encarnação

Detalhes:

Ano: 2012
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 332
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-211-1
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
19/01/2023
Nos 100 anos de EUGÉNIO DE ANDRADE
Três OBRAS sobre O POETA, nascido no Fundão em 19 de janeiro de 1923 e que nos deixou em 13 de junho de 2005 "O Marulhar de Versos Antigos – A Intertextualidade em Eugénio de Andrade", da autoria de João de Mancelos "Uma Canção no Vento – A Poesia de Eugénio de Andrade", da autoria de João de Mancelos "Noite e Dia da Mesma Luz – Aspectos da poesia de Eugénio de Andrade", da autoria de Federico Bertolazzi

30/07/2021
UNION HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES outorga o Escudo de Prata a Edições Colibri
EM RECONHECIMENTO PELO SEU APOIO À LITERATURA

25/05/2018
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

18/03/2018
A Colibri no Youtube
www.youtube.com/channel/UCh1qOgVfD928sohgDxoDSGA/videos

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99 ___________________________________ [O telefone n.º 21 796 40 38 deixou de estar ao serviço da Colibri]