Carolina Maria de Jesus

Uma Biografia NAS MARGENS DA LITERATURA




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Rita Ciotta Neves

Sinopse:

Esta biografia da escritora Carolina Maria de Jesus (1914-1977) pretende, por um lado, repercorrer a vida e a produção literária de uma singular protagonista da literatura brasileira e, por outro lado, relatar alguns momentos fundamentais da história do grande país sul-americano: desde o período colonial até à sua afirmação como país moderno e à primeira industrialização nos anos 50, quando começam as grandes urbanizações e surgem as primeiras favelas. ¶ Carolina, negra, solteira e mãe de três filhos, vive na favela de Canindé, na periferia de São Paulo, quando nos anos 60 é descoberta por um repórter brasileiro, que lhe permite a publicação do seu primeiro livro, Quarto de Despejo, um diário da duríssima vida dos favelados. O livro lhe dará um inesperado e extraordinário, ainda que efémero, êxito literário. A chegada da ditadura militar ao Brasil e o abandono dos media, fizeram-na de novo cair no esquecimento e na miséria. ¶ Acusada de “escrever mal” e de romper todos os cânones literários, a escritora deixa-nos uma fascinante e surpreendente obra, que vai para além do género autobiográfico e do simples testemunho social. ******************************************************** “Carolina é uma valente guerreira que lutou contra a herança racista, contra os preconceitos sobre as mulheres e os que vêm do interior do país. Mas, sobretudo, lutou contra a marginalização e contra as culpas da classe política.” [Meihy e Levine] ******************************************************** “As palavras de Carolina têm uma profundidade shakespeariana” [Alberto Moravia] ******************************************************** “O discurso não é só para traduzir e falar, mas aquilo por que se luta. É este poder que queremos conquistar.” [Michel Foucault] ******************************************************** “Os subalternos podem falar?” [Gayatri Spivak] ******************************************************** “O pós-colonial remete, com efeito, para uma situação comum a todos os contemporâneos. Sob diversos aspectos, todos nos encontramos numa situação pós-colonial.” [Georges Balandier]

Índice:

* * * * *

AUTORA:

RITA CIOTTA NEVES nasceu em Roma em 1949, onde se formou em Letras na Universidade La Sapienza, concluindo o doutoramento em História na Universidade Portucalense do Porto.
Desde 1980 vive em Lisboa. Foi docente de Italiano na Universidade de Coimbra e, no âmbito do Programa Erasmus, nas Universidades de Perugia, Arezzo e Lecce. Em Lisboa foi professora de Italiano no Istituto Italiano di Cultura e de Semiótica e Teoria da Literatura na Universidade Lusófona.
Além de numerosos artigos, ensaios e traduções, publicou Italo Calvino – Lições de Modernidade (Edições Universitárias Lusófonas, 2007) e Gramsci: a Cultura, os Subalternos e a Educação (Edições Colibri, 2016).

Detalhes:

Ano: 2020
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 144
Formato: 21x15
ISBN: 9789896899547
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
31/12/2020
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

04/07/2020
ARTUR DE OLIVEIRA SANTOS, da autoria de José Poças das Neves
APRESENTAÇÃO: 04 de julho (sáb.), às 18h00, no Museu Municipal de Ourém

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99