Luzes Distantes Vozes Perdidas




Recomendar livro a um amigo
Autoria: João de Mancelos
Temas: Poesia, Literatura

Sinopse:

Luzes Distantes, Vozes Perdidas é o sétimo livro de poemas de João de Mancelos, sucedendo a obras como O Pó da Sombra (2014) e O Teu Nome Incendiado de Azul (2016), também publicadas pelas Edições Colibri. É constituído por 62 tercetos, que primam pela musicalidade e beleza metafórica, próxima à estética da poesia oriental. O livro surge dividido em cinco partes: “o último verão da adolescência”, “as memórias, pássaros invisíveis”, “breves notas sobre o silêncio”, “boca a boca” e “poemas de lume”. Em comum, estas secções apresentam a capacidade de evocar outros tempos e outros lugares, sempre num estilo permeado pelo lirismo e pelo talento de uma voz ímpar da poesia portuguesa.

Índice:

Agradecimentos

primeira parte: o último verão da adolescência
um beijo inacabado
junho
julho
agosto
setembro
era uma rapariga na idade das cerejas
era uma rapariga na idade do mel
era uma rapariga na idade das romãs
era uma rapariga a quem chamavas casa
era uma rapariga de silêncio e neve
era uma rapariga de verão
era uma rapariga pura e cruel
algumas raparigas são quartos de hotel
os olhos das raparigas pela noite
à deriva pela noite
campo de neve em flor
não esqueças nunca

segunda parte: as memórias, pássaros invisíveis
roupa branca estendida na corda
pássaros de sombra
a noite mais longa
com saudade
e a tua memória caminha
uma memória ou uma ave
o punhal mais duro do silêncio
teus olhos perdidos
o amor de outrora
procuro-te, memória
chuva noturna
três anos

terceira parte: breves notas sobre o silêncio
desamar o silêncio
silêncio comparado
ruído branco
o céu asfixiado de silêncio
não há silêncio tão exausto
num país de leste
paisagem mediterrânica
branca, a madrugada

quarta parte: boca a boca
mãos em concha
se morro ou parto com as gaivotas
quando adormeces junto a mim
ruínas de mim
beber o teu lume
sê o barco
o coração era uma árvore
vestido descendo a pele
carícia no teu peito
inquietude para os dedos
após o amor
como dormir esta noite
único beijo da noite passada
quarto duplo para um só
desde que me abandonaste
já nenhum pássaro regressa
quinta parte: poemas de lume
sacrum furore
os navios da insónia
é no latir longínquo dos cães
todos os poemas
a poesia é um desassossego
só tu ardias com os pássaros
a linguagem que respira o fogo nu
a canção do mundo
desce os degraus
origem dos textos



AUTOR:

JOÃO DE MANCELOS, nome profissional de Joaquim João Cunha Braamcamp de Mancelos, nasceu em Coimbra, em 1968. É doutorado em Literatura Norte-Americana, pós-doutorado em Literaturas Comparadas e possui uma agregação em Estudos Culturais. É docente no ensino superior. Possui obra na área do ensaio, poesia e narrativa. Foi diversas vezes premiado em concursos literários, consta de várias antologias nacionais e internacionais, e alguns dos seus textos foram alvo de adaptação a teatro. Entre os seus livros destacam-se “As fadas não usam batom” (2.ª ed.), “Introdução à escrita criativa” (5.ª ed.) e “O pó da sombra”.

Detalhes:

Ano: 2019
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 92
Formato: 23x16
ISBN: 9789896899097
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
31/12/2020
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTECÇÃO DE DADOS (RGPD)
RGPD: Como é do conhecimento público, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados é aplicável desde 25 de maio 2018 em todos os Estados-Membros da União Europeia. Navegar no nosso site implica concordar com a nossa política de privacidade (ver AQUI: https://drive.google.com/file/d/1DiXJS-AUwZBB7diQJS5xWrFBDLedWG9c/view). Se não concordar, pode contactar-nos pelos canais alternativos: e-mail ou telefone.

04/04/2020
VIAGENS E COMENTÁRIOS DE UM TEMPO SEM TEMPO, da autoria de Otilina Silva
LANÇAMENTO: dia 4 de Abril (sáb.), às 16h00, na Casa do Concelho de Alvaiázere, em Lisboa. Apresentação: Luísa Nogueira

19/03/2020
JARDINS IMAGINÁRIOS, da autoria de Francisco Martins da Silva
LANÇAMENTO: dia 19 de Março de 2020 (5.ª feira), às 18h30, na Galeria SPGL, em Lisboa

08/03/2020
KOSOVO – A Incoerência de uma Independência Inédita, da autoria de Raul Cunha
APRESENTAÇÃO: dia 8 de Março (Sábado) às 15h00, na Delegação do Clube do Sargento da Armada – Feijó. Apresentação: Major-General Carlos Branco

06/03/2020
ANTÓNIO, EM PORTALEGRE CIDADE – Romance, da autoria de Carlos Ceia
LANÇAMENTO: dia 6 de Março (6.ª feira) das 18h00-19h30, Campus de Campolide, em Lisboa. Apresentação: Profª Doutora Ana Maria Martinho

05/03/2020
A NOITE MAIS LONGA DE TODAS AS NOITES, de Helena Pato
APRESENTAÇÃO (3.ª ed): dia 5 de Março (5.ª feira) das 18h00, na Associação 25 de Abril, em Lisboa. Apresentação: Prof.ª Doutora Luísa Tiago de Oliveira

29/02/2020
MUNDO(S) – Livros 7 – Coletânea de Poesia Lusófona
LANÇAMENTO: 29 de Fevereiro (sáb.), às 16h00, na Sociedade Nacional de Belas Artes, em Lisboa. Apresentação dos autores e da obra por Ângelo Rodrigues

27/02/2020
SANTOS, HERÓIS E MONSTROS, da autoria de Carla Varela Fernandes
APRESENTAÇÃO: 27 de Fevereiro (5.ª feira), às 18h00, na Livraria Ferin, em Lisboa

22/02/2020
SANTOS, HERÓIS E MONSTROS, da autoria de Carla Varela Fernandes
LANÇAMENTO: 22 Fevereiro (sábado), às 16h00, Mosteiro se Santa Maria de Celas, em Coimbra. Apresentação: Ana Alcoforado

21/02/2020
ESTORIETAS VADIAS, da autoria de Eurico Figueiredo
LANÇAMENTO: dia 21 de Fevereiro (6.ª feira) às 18h30, na FNAC NorteShopping, Senhora da Hora (Porto). Apresentação: Luísa Feijó (tradutora) e Alexandre Alves da Costa (arquitecto)

20/02/2020
O ALENTEJO E A LUTA CLANDESTINA – António Gervásio um Militante Comunista, da autoria de Luís Godinho
LANÇAMENTO: dia 20 de fevereiro (5.ª feira), às 18h00, no Museu do Aljube, em Lisboa. Apresentação: Margarida Machado e Teresa Fonseca

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99