Artes Plásticas

Poesia




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Paula Henriques
Temas: Poesia, Literatura

Sinopse:

Nestes poemas, que intitulou “Artes Plásticas”, Ana Paula Henriques conduz-nos pelos caminhos que vão do olhar ao ver, da imagem à cor. ¶ Dar o título de “Artes Plásticas” a um livro de poesia é indicativo da estreita relação entre as diversas formas de expressão artística, no parecer da autora. ¶ Relação estreita e muito antiga que, para não ir mais atrás, nos surge no Renascimento, período exaltante da descoberta do mundo e do homem. ¶ [Margarida Tengarrinha] ******************************************************* São Vozes // Descobriram no Universo / uma radiação de fundo. / São vozes, senhores, são vozes / as cósmicas vozes / que jamais se calarão / aquelas que alguém soltou / no inominável princípio do tempo / que jamais entenderemos / mas que jamais cessaremos / de tentar decifrar.

Índice:

Prefácio, por Margarida Tengarrinha

1. SENTIDO DA VISÃO
Fotografia
Reposteiro de Veludo Azul
Mar e Promontório
Incandescências I
Incandescências II
Caleidoscópio
Espelhos
Achei parca a minha beleza
Uma casa
Poema sem Perfume
Paisagem
As ruas e o mundo
Vir a luz e rasgar o Fado

2. A PINTORA
Vieira I
Vieira II
Vieira III
Vieira IV
Vieira V
Os Olhos de Nefertiti
O olhar de Atena
Ainda os olhos de V.
Cores fantasma
Sobre “Le Retour D’orphée” – I
Sobre “Le Retour D’orphée” – II
Sobre “Le Retour D’orphée” – III
País
Navego por dentro

3. COMUNICAÇÃO
Comunicação I
Comunicação II
São Vozes
Palavras que de mim saem
Poesia é
Estas são as palavras
Gostaria que cada palavra
O que fazer
As palavras
Por que não vens e
Escrevo
(Ante)Visão I
(Ante)Visão II
Amor
Palavras sem Destino
Definições
Que volúpia deslizar
Felicidade (s)
Ah não, os meus poemas
Labor
A Ideia
Inspiração
Nascer
Verdes anos

4. MOVIMENTOS VIBRATÓRIOS
Vibração
Este mar, este mar
Aquele branco horror
Entre os teus dedos
Agradecimento
Sufocação.
Sobre o poeta fingidor
O fazer sentido
A geometria da luz
Luz
Vibração do Som
Vista da Cidade
Água de pedra em pedra
Cidade
Nada existe de mais brutal
Tinham meus olhos saudade



AUTORA:

PAULA HENRIQUES. Nasci no seio de uma família operária do Poço do Bispo, Lisboa oriental, em 1956. Quando uma parte daqueles trabalhadores começou a ser expulsa da cidade para os seus subúrbios, passei a residir na margem sul.
Ali fiz a instrução primária e frequentei o liceu. Aos 17 anos ingressei no Instituto Superior de Psicologia Aplicada. Para ajudar ao pagamento das propinas, comecei a trabalhar numa fábrica como empregada de escritório. Isto aconteceu em janeiro de 1974.
Quatro meses passados, aconteceu o 25 de abril. A partir de então, passei a dedicar-me ao que mais ardentemente desejava: participar na luta política revolucionária. Abandonei os estudos.
Escrevi desde o início da minha idade adulta por pura necessidade espiritual. Em determinado momento, pela década de 90, voltei a estudar, mas desta vez na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde frequentei o curso de Línguas e Literaturas Modernas, que não cheguei a terminar.
Acumulei trabalhos que nunca pensei publicar até que, neste terço final da vida, se me colocou a necessidade de lhes conferir existência dando-os à estampa, mas com muita relutância, confesso. Posso dizer que esta é a minha outra faceta que quase ninguém, até este momento, conhecia.

Detalhes:

Ano: 2919
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 98
Formato: 23x16
ISBN: 9789896898380
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
29/06/2019
SÃO BARTOLOMEU DE MESSINES E O CONCELHO DE SILVES, da autoria de Aurélio Nuno Cabrita
LANÇAMENTO: 29 de junho (sáb.), às 16h00, no Auditório Francisco Vargas Mogo, CCAM, em São Bartolomeu de Messines. Apresentação: Prof.ª Doutora Maria João Raminhos Duarte

29/06/2019
GLACÉ COM BOLINHAS PRATEADAS, da autoria de Albert E. Marcus
LANÇAMENTO: no dia 29 (sáb.) de junho de 2019, pelas 19h30 horas, no Restaurante A FLORESTA DE MOSCAVIDE

29/06/2019
CONVERGÊNCIAS DESCONEXAS, da autoria de Luís Telésforo
LANÇAMENTO: dia 29 de junho (sáb.), às 16h00, no Palácio Baldaya, em Lisboa. Apresentação da obra e do autor: Maria João Covas

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99