Construtores do Meu Mundo




Recomendar livro a um amigo
Autoria: A. Campos Matos

Sinopse:

Esta obra constitui, ao que parece, no domínio da Biografia, um género novo. Trata-se de uma antologia de textos presentes na formação cultural do autor: musical, literária, arquitectural e histórica. Uma boa parte é constituída pela exposição das monstruosidades dos fascismos europeus que presidiram à Segunda Guerra Mundial, nela se expondo o melhor e mais expressivo dos grandes autores que trataram até agora este tema de tão grande e inesgotável interesse. Dois nomes salientam-se na área ensaística e literária deste elenco: António Sérgio e Eça de Queiroz. ¶ A exposição é feita de um modo expressivo, em linguagem simples e apurada, como é timbre deste ensaísta e esta obra, embora monográfica, passará a ocupar um lugar de destaque na sua bibliografia.

Índice:

Applebaum, Anne
Belchior, Maria de Lourdes
Castelo Branco, Camilo
Camões, Luís de
Le Corbusier
Deutscher, Isaac
Eça de Queiroz, «In Memoriam»
Feijó, António
Fest, Joachim
Flaubert, Gustave
Gard, Roger Martin du
Gide, André
Gomes, Manuel Teixeira
Gould, Glenn
Haeckel, Ernst
Historia da Literatura Portuguesa – António José Saraiva e Óscar Lopes
Khrushchev, Nikita
Koestler, Arthur
Kravechenko, Vitor
Lins, Álvaro
Livro do Centenário de Eça de Queiroz
Lyra, Heitor
Malaparte, Curzio
Malraux, André
Martins, António Coimbra
Maugham, Somerset
Maupassant, Guy de
Moniz Barreto
Munthe, Axel
Nobre, António
Ortigão, José Duarte Ramalho
Pessanha, Camilo
Pessoa, Fernando
Queiroz, Eça de
Rolland, Romain
Salisbury, Harrison E.
Sérgio, António
Shirer, William L.
Simões, João Gaspar
Soljenitsine, Alexandre
Speer, Albert
Tolstoi, Leon
Trotsky, Leon
Waugh, Evelyn
Wrigh, Frank, Lloyd
Zweig, Stefan

LIVROS INESQUECIVEIS:
Estes Dias Tumultuosos, de Pierre Van Paassen



O AUTOR:

A. CAMPOS MATOS. É muito vasta e variada a obra deste autor que se assinala aqui resumidamente, e que se dedicou especialmente ao estudo e divulgação de Eça de Queiroz, primeiro com Imagens do Portugal Queiroziano, em 1975, com uma 3.ª edição em 2004. Segue-se, em importância, o Dicionário de Eça de Queiroz, em 1988, com uma 3.ª edição em 2015. Há que citar também Eça de Queiroz. Uma Biografia, de 2009, com uma terceira edição em 2017, obra premiada (Grande Prémio de Literatura Biográfica e Prémio Jacinto Prado Coelho). A Fotobiografia de Eça de Queiroz sairia em 2007, com uma edição brasileira, mais apurada, no ano seguinte. Destaca-se ainda Guerrilha Literária Eça de Queiroz – Camilo Castelo Branco, 2008, e Silêncios, Sombras e Ocultações em Eça de Queiroz, de 2011, e uma ficção de importância, Diário Íntimo de Carlos da Maia (1839-1930), com uma 3.ª edição em 2017. Finalmente destaquemos, ainda, a Correspondência de Eça de Queiroz em dois volumes, de 2008, com dois apêndices posteriores, e Sexo e Sensualidade em Eça de Queiroz, de 2012. Por fim, uma obra de ensaios intitulada, 94 Reflexões sobre Eça de Queiroz e Outros Escritos, Famalicão, Humus, novembro de 2018.

Detalhes:

Ano: 2018
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 104
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-804-5
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
19/10/2019
DESENHO INFANTIL, da autoria de Orlando Fialho
LANÇAMENTO: dia 19 de Outubro de 2019 (Sábado), às 18h15, no Holiday Inn Lisbon-Continental, em Lisboa. Apresentação: Dr.ª Maria Fernanda Alexandre

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99