Vinte Mil Léguas de Palavras




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Luís Cunha
Temas: Literatura, Contos

Sinopse:

O Município de Santiago do Cacém atribui bienalmente, desde 1996, o Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca, numa clara homenagem à genialidade da escrita de um dos escritores maiores do século XX. (...) ¶ A obra que agora se publica, “Vinte Mil Léguas de Palavras”, da autoria de Luís Cunha é a legitima vencedora da XI edição do referido prémio literário. Uma colectânea de contos com características únicas, construídos numa linguagem cuidada e elegante. Um notável exercício de escrita: vinte contos inéditos – vinte mil palavras de bom português! ¶¶ [Álvaro Beijinha ¶ (Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém)] ¶¶¶ Se quem conta um conto acrescenta um ponto, quem lê cada um destes contos acrescenta mil palavras, para no final chegar ao número redondo que o título anuncia. Os contos, esses, não são redondos, antes têm arestas e gumes afiados. Cada um deles é um exercício de imaginação contido num número limitado de palavras, como é, também, uma janela aberta a universos disfuncionais – perversos uns, demenciais outros, tão irreais alguns deles que só pode ser verdadeira a irrealidade que encenam. O autor poderia dizer que foram pensados assim, mas estaria a mentir: saíram como quiseram sair, livres e à solta. Assim convém às palavras que contam histórias, e é também assim, na desejável liberdade de uma leitura diletante, que melhor proveito delas tirarão aqueles que se dispuserem a lê-las.

Índice:

Remington
O coleccionador
Identidades desfocadas
Todo o peso deste corpo
Cleptomania
O golpe
Cerimónia protocolar
Quem da morte foge
Insondáveis caminhos
Brincadeira de criança
Fábula
O paredão
Top model
A herança
Plano de voo
Ergue-te e caminha
A cavalo no tempo
Despedida de solteiro
Jogo duplo
Espelho meu


AUTOR:

Luís Cunha – nasceu na Covilhã em 1964. Licenciou-se em Antropologia Social em Lisboa (ISCTE) e doutorou-se nesta mesma área científica na Universidade do Minho. Ensina nesta universidade desde 1990. Ao longo da sua carreira de docente e investigador publicou vários trabalhos académicos sobre temáticas como identidade, nacionalismo, memória e fronteiras. Escrevendo desde muito cedo, esta obra é, porém, a sua primeira publicação no campo da literatura.

Detalhes:

Ano: 2017
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 96
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-699-7
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
28/11/2017
E ANICETO VEM À LUZ, da autoria de Joseia Matos Mira
LANÇAMENTO: Dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa. Apresentação: Fernando Couto e Santos

28/11/2017
CONVERSAS SOBRE HISTÓRIA DA MÚSICA, da autoria de Jorge Costa Pinto
LANÇAMENTO: dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), entre as 11h30 e as 12h30, na Salão Nobre Academia Sénior, na Parede

27/11/2017
ROMEU CORREIA, com coordenação de Edite Simões Condeixa
LANÇAMENTO: Dia 27 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. Apresentação: Vitor Fernandes – poeta e romancista

25/11/2017
ANTÓNIO MARIA LISBOA – Eterno Amoroso, da autoria de Joana Lima
LANÇAMENTO: dia 25 de Novembro de 2017 (sábado), às 17h00, na Livraria Letra Livre, Galeria Zé dos Bois, em Lisboa

20/11/2017
JOÃO INOCÊNCIO CAMACHO DE FREITAS, da autoria de João Abel de Freitas
APRESENTAÇÃO: Dia 20 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, Auditório da Reitoria da Universidade da Madeira. Apresentação – Marcelino de Castro (Director da Revista Islenha)

18/11/2017
ANGOLA – O 4 de Fevereiro de 1961 em Luanda e Outras Memórias, da autoria de César Gomes
LANÇAMENTO: dia 18 de Novembro de 2017 (sábado), às 15h30, Auditório do Hotel Solverde, Granja (Espinho)

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99