Vila Boim

“… se boa é a terra, melhor é a gente.”




Recomendar livro a um amigo
Autoria: Rui Jesuíno

Sinopse:

Vila Boim: “... se boa é a terra, melhor é a gente” é uma monografia sobre a história e o património cultural desta Freguesia do Concelho de Elvas. Ao longo das suas páginas vai conhecer uma história milenar que envolve a presença fenícia, a criação de um entreposto comercial no período romano, o surgimento de uma moçarabia no período islâmico e por fim a transformação de Moçarava, depois de tomada por D. Sancho II, em Vila Boim. Seguem-se histórias que marcam a história de uma vila: o castelo, mandado construir pelo Duque de Bragança e destruído num ataque espanhol no âmbito da Guerra da Restauração, uma verdadeira reforma agrária no séc. XVIII que aumentou exponencialmente a riqueza da vila, a perda da sede de concelho e muito mais, demonstrando que nem só os grandes aglomerados populacionais estão carregados de história. ******************************************************** Vila Boim é hoje uma vila localizada no Concelho de Elvas com cerca de 1.200 habitantes, mas já teve mais de 3.000 e já foi sede de concelho com castelo, importante fortificação e pelourinho manuelino no centro da vila. O desaparecimento deste património não faz desaparecer a sua história e não menoriza a qualidade patrimonial da vila. Ao longo deste livro poderá ver que a história de Vila Boim começa há muitos milhares de anos e é imensamente rica. Este facto serve também para se perceber que a história e património cultural, seja ele material ou imaterial, não se resume às cidades ou a grandes e médios núcleos populacionais.

Índice:

História de Vila Boim, das suas gentes e dos seus momentos

Livro que fala desta linda freguesia, da sua gente,dos seus hábitos e costumes

Vila Boim

Profissionais conhecidos em Vila Boim até ao séc. XX

Conclusão

População de Vila Boim e seu termo

Bibliografia

Imagens



O AUTOR:

Rui Jesuíno nasceu em Elvas a 20 de Dezembro de 1982. É Licenciado em História e Património Cultural, tendo o Curso de Mestrado em Ciências da Informação e da Documentação, pela Universidade de Évora, onde durante dois anos consecutivos venceu a Bolsa de Mérito para o melhor aluno, tendo sido ao mesmo tempo bolseiro da Fundação Eugénio de Almeida. É historiador e Técnico Superior na Câmara Municipal de Elvas desde 2005. Diariamente investiga documentação histórica relativa à cidade e concelho de Elvas, sendo colunista do semanário Linhas de Elvas, sempre com o objectivo de divulgar a História e o Património Cultural elvense.

Detalhes:

Ano: 2017
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 148
Formato: 23x16
ISBN: 978-989-689-669-0
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
19/03/2020
JARDINS IMAGINÁRIOS, da autoria de Francisco Martins da Silva
LANÇAMENTO: dia 19 de Março de 2020 (5.ª feira), às 18h30, na Galeria SPGL, em Lisboa

21/02/2020
ESTORIETAS VADIAS, da autoria de Eurico Figueiredo
LANÇAMENTO: dia 21 de Fevereiro (6.ª feira) às 18h30, na FNAC NorteShopping, Senhora da Hora (Porto). Apresentação: Luísa Feijó (tradutora) e Alexandre Alves da Costa (arquitecto)

08/02/2020
UM RANGER NA GUERRA COLONIAL – Guiné-Bissau (1973-74), da autoria de José Saúde
APRESENTAÇÃO: dia 08 de Fevereiro (sábado) às 15h00, na Casa do Alentejo, em Lisboa. Apresentação: Major-General Raul Cunha e Dr. Luís Graça

01/02/2020
O CAVADOR QUE LIA LIVROS NO TEMPO DE SALAZAR, da autoria de Francisco Cantanhede
APRESENTAÇÃO: dia 1 de Fevereiro (sábado) às 15h00, na Biblioteca Municipal de Faro. Apresentação: Fernando Évora

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99