Portuguesismos nas Línguas Bantu

Para um dicionário português kiyombe




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Esta obra, Portuguesismos nas Línguas Bantu – Para um Dicionário Português‐Kiyombe, tem um duplo objecto: numa primeira parte da investigação refere‐se à presença dos portuguesismos, isto é, unidades do léxico português, no Kiyombe, língua bantu da província de Cabinda; o segundo propósito da obra consiste na apresentação de um modelo de Dicionário Português‐ Kiyombe. Este trabalho é o primeiro sobre este tema, em Angola. O autor sublinha a importância dos fenómenos linguísticos resultantes do contacto entre a Língua Kiyombe e a Língua Portuguesa. Descreve os portuguesismos e os processos de quiombização que têm origem nas características fonológicas, morfológicas e sintácticas de cada uma das línguas. Alguns portuguesismos estão enraizados na Língua Kiyombe, desde há vários anos, mas outros são ainda sentidos como neologismos recentes. [Maria Teresa Rijo da Fonseca Lino.]

Índice:

AGRADECIMENTOS

PREFÁCIO

0. INTRODUÇÃO
0.1. Razões da Escolha do Tema
0.2. Estudos Anteriores sobre os Portuguesismos
0.3. Objecto da Investigação
0.4. Objectivos do Trabalho
0.5. Metodologia de Investigação e Delimitação do Tema
0.6. Organização do Trabalho

CAPÍTULO I: SITUAÇÃO LINGUÍSTICA DE CABINDA
1.1. Generalidades
1.2. Línguas Africanas
1.3. Línguas Bantu
1.3.1. Localização e Classificação das Línguas Bantu
1.3.2. Locutores de Línguas Bantu
1.3.3. Características das Línguas Bantu
1.4. Situação Etnolinguística de Cabinda
1.4.1. Línguas de Cabinda
1.4.1.1. O Português em Cabinda
1.4.1.2. Língua Kiyombe
1.4.1.2.1. Área Linguística do Kiyombe
1.4.1.2.2. Falantes de Kiyombe
1.4.2. Estatuto do Kiyombe
1.5. Política Linguística em Cabinda
1.5.1. Política Linguística Colonial
1.5.2. Política Linguística no Pós-Independência
CAPÍTULO II: FUNDAMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS EM LEXICOLOGIA
2.1. Lexicologia e Lexicografia
2.1.1. Lexicologia
2.1.1.1 Léxico
2.1.1.2. Léxico e Vocabulário
2.1.1.3. Campo Lexical
2.1.1.4. Língua Corrente
2.1.1.5. Língua de Especialidade
2.1.1.6. Neologia
2.1.1.6.1. Tipos de Neologismo
2.1.1.6.2. Empréstimos
2.1.2. Lexicografia
2.1.2.1. Percurso Histórico da Lexicografia
2.1.2.2. O Dicionário
2.1.2.2.1. Tipos de Dicionários
2.1.2.2.1.1. Dicionário Monolingue
2.1.2.2.1.1.1. Tipos de Dicionários Monolingues
2.1.2.2.1.2. Dicionário Bilingue
2.1.2.2.1.2.1. Tipos de Dicionários Bilingues
2.1.2.2.1.2.2. Tipos de Equivalências no Dicionário Bilingue
2.1.2.2.1.2.3. Semântica do Equivalente: Língua e Cultura
2.1.3. Lexicografia Bilingue no Contexto Africano

CAPÍTULO III: CONTACTO DE LÍNGUAS: PORTUGUÊS E KIYOMBE
3.1. Caracterização das Línguas Portuguesa e Kiyombe
3.1.1. O Português: Origem e Evolução
3.1.1.1. Léxico do Português
3.1.1.2. Expansão da Língua Portuguesa
3.1.1.2.1. Contacto do Português com outras Línguas Bantu
3.1.1.3. Crioulos de Base Lexical Portuguesa
3.1.1.4. Falantes de Português
3.1.1.5. Estatuto do Português no Mundo Lusófono
3.1.1.6. Sistema Linguístico Português
3.1.1.6.1. Sistema Fonológico
3.1.1.6.2. Morfologia do Nome
3.1.1.6.2.1. Flexão dos Nomes
3.1.1.6.2.2. Morfologia do Adjectivo
3.1.1.6.2.3. Morfologia do Verbo
3.1.1.6.2.4. Estrutura do Verbo
3.1.2. Sistema Linguístico Kiyombe
3.1.2.1. Alfabeto Kiyombe
3.1.2.2. Sons Vocálicos
3.1.2.3. Sons Consonânticos
3.1.2.4. Classificação dos Sons Consonânticos
3.1.2.5. Acentuação em Kiyombe
3.1.2.6. Estrutura Silábica
3.1.2.7. Morfologia do Nome
3.1.2.7.1. Classes Nominais
3.1.3. Contacto do Kiyombe com outras Línguas
3.1.4. Interferência entre Português e Kiyombe
3.1.4.1. Fenómeno de Aportuguesamento
3.1.4.1.1. Resultado do Fenómeno de Aportuguesamento
3.1.4.2. Fenómeno de Quiombização
3.1.5. Diferenças entre o Português e o Kiyombe
3.2. Neologismos no Português em Angola

CAPÍTULO IV: CONSTITUIÇÃO DE UM CORPUS DE PORTUGUESISMOS NO KIYOMBE
4.1. Introdução
4.2. Conceito de Corpus
4.2.1. Tipos de Corpus
4.3. Corpus de Análise
4.3.1. Objectivos
4.4. Constituição do Corpus
4.4.1. Corpus Português
4.4.2. Corpus Kiyombe
4.4.3. Informatização do Corpus
4.5. Corpus de Portuguesismos no Kiyombe

CAPÍTULO V: ANÁLISE DE NEOLOGISMOS: PORTUGUESISMOS NO KIYOMBE
5.1. Classificação dos Portuguesismos
5.2. Domínio dos Portuguesismos Nominais
5.3. Estrutura do Léxico
5.3.1.Unidade Lexical Simples
5.3.2. Unidades Lexicais Compostas
5.3.3. Unidades Lexicais Complexas
5.4. Relações Semânticas entre Unidades Lexicais
5.4.1. Hiperonímia e Hiponímia
5.4.2. Meronímia e Holonímia
5.5. Análise Fono-morfológica dos Portuguesismos
5.5.1. Processos Fonéticos Aplicados
5.5.1.1. Processo de Queda ou Elisão
5.5.1.2. Processos de Adição
5.5.1.3. Processos de Alteração
5.6. Análise Morfossintáctica das Unidades Lexicais
5.6.1. Análise Gramatical: de Género e Número
5.6.1.1. Género dos Portuguesismos
5.6.1.2. Número dos Portuguesismos
5.7. Estrutura Interna dos Lexemas
5.7.1. Constituintes dos Lexemas: Morfemas
5.7.1.1. Classificação dos Morfemas ~
5.7.1.1.1. Morfemas Lexicais
5.7.1.1.2. Morfemas Gramaticais
5.7.1.1.2.1. Morfemas Derivacionais
5.7.1.1.2.2. Morfemas Flexionais
5.7.1.1.2.2.1. Ordem e Função dos Morfemas Flexionais
5.7.1.1.2.2.2. Morfema Zero
5.7.1.1.2.2.3. Morfemas de Singular e Plural

CAPÍTULO VI: PROPOSTA DE UM DICIONÁRIO DE PORTUGUÊS-KIYOMBE
6. Tratamento Lexicográfico dos Portuguesismos
6.1. Dicionário de Português-Kiyombe
6.1.1. O Público
6.1.2. Princípios Metodológicos
6.1.2.1. Macroestrutura
6.1.2.2. Microestrutura
6.2. Proposta de um Dicionário de Português-Kiyombe
6.2.1. Fichas Lexicográficas
6.2.2. Definições de Termos Vulgarizados de Medicina
6.2.3. Léxico Português-Kiyombe

CONCLUSÃO

BIBLIOGRAFIA

ANEXOS




O AUTOR:

Alexandre Mavungo Chicuna, Doutorado em Lin¬guística pela Universidade Nova de Lisboa (2009), Mestre em Linguística pela mesma universidade (2003), Licenciado em Ciências da Educação, Opção Português pela Universidade Agostinho Neto – ISCED de Luanda (2000), é Professor Auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade Agostinho Neto e do ISCED de Luanda. Exerce, também, as funções de Chefe de Departamento de Investigação e Pós-Graduação, Regente de Curso de Licenciatura em Língua e Literaturas em Língua Portuguesa, Coor¬denador do Curso de Mestrado em Língua Portuguesa e Literaturas em Língua Portuguesa da Faculdade de Letras da UAN e Regente da disciplina de Língua Portuguesa, na Faculdade de Direito da UAN. Nos cursos de Mestrado da Faculdade de Letras da UAN e do ISCED de Luanda, tem ministrado os seminários de Língua e Linguística Por¬tuguesa, Fonologia e Sintaxe, Didáctica do Português e Linguística e Ensino da Língua Portuguesa. É investigador colaborador do CLUNL – Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa.

Detalhes:

Ano: 2015
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 260
Formato: 16x23
ISBN: 978-989-689-319-4
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
18/11/2017
ANGOLA – O 4 de Fevereiro de 1961 em Luanda e Outras Memórias, da autoria de César Gomes
LANÇAMENTO: dia 18 de Novembro de 2017 (sábado), às 15h30, Auditório do Hotel Solverde, Granja (Espinho)

11/11/2017
PSICANÁLISE. SUJEITO E OBJECTO NA CURA ANALÍTICA, da autoria de Orlando Fialho
LANÇAMENTO: Dia 11 de Novembro de 2017 (Sábado), às 18h15, Hotel Holiday Inn Continental, Lisboa. Apresentação: Dr.ª Manuela Harthley

01/11/2017
A ORGANIZAÇÃO ARQUIVÍSTICA – O Fundo "Administração do Concelho de Torres Vedras", de Suzete Lemos Marques
LANÇAMENTO: dia 1 de novembro (4.ª feira), às 16h00, em Torres Vedras. Apresentação: Prof. Doutor Carlos Guardado da Silva

25/10/2017
DIPLOMACIA PENINSULAR E OPERAÇÕES SECRETAS NA GUERRA COLONIAL, da autoria de María José Tíscar
APRESENTAÇÃO: Dia 25 de Outubro de 2017 (4.ª feira), às 18h30 no Instituto Cervantes, em Lisboa. Apresentação de José Manuel Duarte de Jesus (Embaixador Jubilado)

24/10/2017
A PIDE NO XADREZ AFRICANO – Angola | Zaire | Guiné | Moçambique, da autoria de María José Tíscar
LANÇAMENTO: Dia 24 de Outubro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Comissão Portuguesa de História Militar, em lisboa

21/10/2017
VINTE MIL LÉGUAS DE PALAVRAS, da autoria de Luís Cunha
LANÇAMENTO: Dia 21 de Outubro de 2017 (sábado), às h00, na Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca, em Santiago do Cacém

20/10/2017
ELITES E EDUCAÇÃO. Évora e o Liceu. As Escolas e os Estudantes – Da Monarquia Constitucional ao Estado Novo, de Fernando Luís Gameiro
LANÇAMENTO: Dia 20 de Outubro de 2017 (6.ª feira), às 17h30, na Pousada Convento dos Lóios, em Évora

19/10/2017
JOÃO INOCÊNCIO CAMACHO DE FREITAS, da autoria de João Abel de Freitas
APRESENTAÇÃO: Dia 19 de Outubro de 2017 (5.ª feira), às 18h30, no Restaurante da Ordem dos Engenheiros, em Lisboa. Apresentação do Comandante Carlos de Almada Contreiras

19/10/2017
NEM TUDO ACONTECE POR ACASO, de Manuel do Nascimento
LANÇAMENTO: dia 19 de Outubro (5.ª feira), às 18h30, no Consulado-Geral de Portugal em Paris, França

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99