Lábios Pintados de Amoras Silvestres

Vila Boa de Mondego / Celorico da Beira




Recomendar livro a um amigo

Sinopse:

Consciente de que o património natural e cultural que herdámos na pequena comunidade de origem é o resultado do trabalho de séculos das mil e uma gerações que nos antecederam e consciente, também, de que cada uma dessas gerações transmitiu à geração seguinte a necessidade de conservar, aperfeiçoar e transmitir às gerações vindouras esse legado natural e cultural como herança de família, a autora cumpre, assim, com o legado das suas memórias de infância, a urgente tarefa de fazer a passagem do testemunho de crenças, sabenças e pertenças, contribuindo, dessa forma, para a necessária preservação de um espaço de identidade e de memória. // Mas como só se ama verdadeiramente aquilo que se conhece e como a preservação do território de origem exige não só a defesa material do espaço físico mas também a salvaguarda do imenso património de memórias individuais e colectivas que marcaram, para sempre, a nossa existência como comunidade de afectos, aqui fica, para memória futura, um pequeno álbum de recordações de família de uma pequena aldeia da Beira Interior em cujo chão se misturam o suor e a cinza de milhares de antepassados numa sucessão ininterrupta de gerações e onde se localizam os lugares de memória de uma infância cujas marcas constituem ancoragem segura de uma identidade que a autora preserva e que, afinal, deixou marcas profundas para o resto da sua vida. [Do prefácio, Manuel Carlos Patrício] ****** Na descrição destas memórias, está bem Vila Boa do Mondego reflectida a importância da localização geográfica desta terra, beneficiando da Estrada Nacional como abertura de novos horizontes. Cortando à direita ou à esquerda, se tomaram vários rumos percorrendo quilómetros, atravessando fronteiras e sobrevoando oceanos. E assim viveremos, em constante recordar, aliviadas por ter revelado que, por mais voltas que dermos na vida, continuaremos a ser camponesas disfarçadas que ainda se apoquentam com a queima das geadas. Grande parte do conteúdo deste livro, encontra-se no meu blogue Alvagada. Os meus agradecimentos a todos os que o visitarem. [a Autora]

Índice:

TESTEMUNHO

PREFÁCIO

INTRODUÇÃO

LUGARES DE MEMÓRIA
Vila Boa do Mondego – Memórias dos anos cinquenta
Descrição física da aldeia
A igreja matriz
A capela de Santo António
A escola¬ – Finais dos anos cinquenta
O cruzeiro
O cemitério
As alminhas
O forno grande
As fontes e chafarizes
As vendas (tabernas) – Anos 50/60
O rio Mondego
A ponte romana

NATAL
Natal
A Consoada
Dia de Natal
As Janeiras
AS TERÇAS-FEIRAS
As Terças-Feiras

QUARESMA E PÁSCOA
O Entrudo
Quarta-Feira de Cinzas
Domingo de Páscoa
A Visita Pascal

FESTAS RELIGIOSAS
A Festa de Nossa Senhora de Fátima
A Festa de Santo António

OS CASAMENTOS
Os casamentos

A MATANÇA DO PORCO
A matança do porco

TRABALHOS RURAIS
A apanha da azeitona
A “sementeira” das batatas
A ceifa e a malha do centeio
Tratamento da vinha
A vindima

TRABALHO ARTESANAL
O fabrico do queijo
A moagem dos cereais
A tecelagem

OFÍCIOS DA ALDEIA
A parteira
O sapateiro
O barbeiro
O cantoneiro

ARTISTAS AMBULANTES
O caldeireiro – artesão/conserteiro
O amola-tesouras
O louceiro – vendedor de louça de barro
As comédias

A GUERRA NO ULTRAMAR
A Guerra no Ultramar

FOTOS ACTUAIS DE VILA BOA DO MONDEGO

A EMIGRAÇÃO
A Emigração
As trouxas da América

LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO
Linguagem e Comunicação

AS DOENÇAS
As doenças

INFÂNCIA
As brincadeiras de Infância
Os amores
Mulheres
O fim da infância

BREVE INFORMAÇÃO HISTÓRICA DE VILA BOA DO MONDEGO

CARTA DE FORAL DE VILA BOA DO MONDEGO– 1216

SOBRE A ANTIGUIDADE DO NOME “JEJUA”

APÊNDICE – As várias páginas do Inquérito Paroquial de 1758, atrás referido

FOTOCÓPIA DO DIÁRIO DO GOVERNO – 7 de Junho de 1949

NOTA FINAL



A AUTORA:
Augusta Panarra Inácio – Nasceu em Vila Boa do Mondego, Concelho de Celorico da Beira, em 5 de Março de 1952. Concluiu, em 1971, o Curso do Magistério Primário da Guarda. Em 1999, concluiu o Curso de Estudos Superiores Especializados em Educação Especial: Problemas Intelectuais, Motores, de Dificuldades Múltiplas, na Escola Superior de Educação Jean Piaget – Almada. Exerceu funções docentes durante trinta e três anos, vinte e seis dos quais em Armação de Pêra, Silves.

Detalhes:

Ano: 2013
Capa: capa mole
Tipo: Livro
N. páginas: 208
Formato: 23x16
ISBN: 9789896893378
Comentários de utilizadores

Não existem Comentários


Adicionar Comentário
carrinho de compras
notícias
28/11/2017
E ANICETO VEM À LUZ, da autoria de Joseia Matos Mira
LANÇAMENTO: Dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), às 18h00, na Biblioteca Palácio Galveias, em Lisboa. Apresentação: Fernando Couto e Santos

28/11/2017
CONVERSAS SOBRE HISTÓRIA DA MÚSICA, da autoria de Jorge Costa Pinto
LANÇAMENTO: dia 28 de Novembro de 2017 (3.ª feira), entre as 11h30 e as 12h30, na Salão Nobre Academia Sénior, na Parede

27/11/2017
ROMEU CORREIA, com coordenação de Edite Simões Condeixa
LANÇAMENTO: Dia 27 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. Apresentação: Vitor Fernandes – poeta e romancista

25/11/2017
ANTÓNIO MARIA LISBOA – Eterno Amoroso, da autoria de Joana Lima
LANÇAMENTO: dia 25 de Novembro de 2017 (sábado), às 17h00, na Livraria Letra Livre, Galeria Zé dos Bois, em Lisboa

20/11/2017
JOÃO INOCÊNCIO CAMACHO DE FREITAS, da autoria de João Abel de Freitas
APRESENTAÇÃO: Dia 20 de Novembro de 2017 (2.ª feira), às 18h00, Auditório da Reitoria da Universidade da Madeira. Apresentação – Marcelino de Castro (Director da Revista Islenha)

18/11/2017
ANGOLA – O 4 de Fevereiro de 1961 em Luanda e Outras Memórias, da autoria de César Gomes
LANÇAMENTO: dia 18 de Novembro de 2017 (sábado), às 15h30, Auditório do Hotel Solverde, Granja (Espinho)

29/07/2013
Colibri no Facebook
A nossa página no Facebook www.facebook.com/EdicoesColibri

31/05/2013
CONTACTO
Contacto telefónico 21 931 74 99